Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Atual sistema tributário impede o Brasil de ser mais competitivo, diz especialista

    À CNN Rádio, o especialista em contas públicas Murilo Viana afirmou que a discussão sobre a reforma é de “suma importância para toda a sociedade”, pois o atual sistema afasta o Brasil das cadeias globais de produção

    Atual sistema tributário afasta o Brasil das cadeias globais de produção
    Atual sistema tributário afasta o Brasil das cadeias globais de produção VCG via Getty Images

    Amanda Garciada CNN

    A discussão sobre a reforma tributária é um tema de “suma importância para toda a sociedade”, segundo o especialista em contas públicas Murilo Viana. À CNN Rádio, ele afirmou que o texto — que deve ter o relatório apresentado na Câmara nesta terça-feira (6) — impactará positivamente tanto o consumidor, quanto os empresários.

    “Hoje, o sistema tributário vem aprofundando os problemas estruturais que ocorrem há décadas”, disse.

    Segundo Murilo, esse sistema é “anacrônico em relação a práticas internacionais, e distancia muito o Brasil de integrar cadeias produtivas globais e ganhar competitividade nas exportações.”

    A reforma tributária é, então, “uma das principais agendas para garantir competitividade ao Brasil.”

    Programa de incentivo automotivo

    Murilo Viana acredita que o anúncio do governo do programa de incentivo automotivo terá “impacto temporário”, já que terá duração de 4 meses.

    “Devido ao custo fiscal, há dificuldade de implementar um programa mais ousado porque não há espaço fiscal”, completou.

    O setor automobilístico, segundo o especialista em contas públicas, “houve mudança do perfil de carros, que subiram de patamar de preço, incorporaram tecnologia, mas a renda do brasileiro não acompanhou o movimento.”

    “A venda de carros hoje é semelhante ao patamar dos anos 90”, analisou.

    Por esse motivo, é “difícil imaginar que programa de curtíssimo prazo, com desconto limitado vai ter impacto muito significativo”.

    *Com produção de Isabel Campos