Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Banco Central dos EUA lança “Pix” no país, batizado de FedNow

    Federal Reserve (Fed) informou que, nesta primeira fase, a ferramenta será limitada para 35 bancos e cooperativas de crédito, além de uma área do Departamento do Tesouro

    André Marinho*, do Estadão Conteúdo

    O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) iniciou nesta quinta-feira (20) as operações do sistema de pagamento instantâneo FedNow.

    Anunciado oficialmente em 2019, o serviço tem funcionamento similar ao Pix brasileiro e promete agilizar significativamente o processo de transferência de dinheiro nos Estados Unidos.

    Em comunicado, o banco central americano informou que, nesta primeira fase, a ferramenta estará disponível para 35 bancos e cooperativas de crédito, além de uma área do Departamento do Tesouro.

    Segundo a nota, o recurso permitirá que usuários transfiram recursos a qualquer hora em todos os dias do ano.

    Atualmente, os americanos dispõem apenas de uma estrutura de pagamentos que não funciona no final de semana e pode demorar alguns dias para que o dinheiro fique disponível. Dirigentes do Fed, no entanto, já avisaram que ainda não há prazo para que todos tenham acesso ao FedNow.

    “O Federal Reserve criou o FedNow Service para ajudar a fazer pagamentos diários nos próximos anos de maneira mais rápida e conveniente”, afirmou o presidente do Fed, Jerome Powell.

    “Com o tempo, à medida que mais bancos optarem por usar essa nova ferramenta, os benefícios para indivíduos e empresas incluirão permitir que uma pessoa receba um contracheque imediatamente ou uma empresa acesse fundos instantaneamente quando uma fatura for paga”, acrescentou.