Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BC dos EUA mantém taxa de juros entre 5,25% e 5,5% ao ano, maior nível em 22 anos

    Decisão era amplamente esperada pelo mercado; expectativa é que os cortes comecem ainda no primeiro semestre do próximo ano

    Sede do Federal Reserve em Washington, DC
    Sede do Federal Reserve em Washington, DC 22/08/2018REUTERS/Chris Wattie

    Amanda SampaioLigia Tuonda CNN

    em São Paulo

    O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) manteve as taxas de juros no intervalo de 5,25% a 5,5% ao ano, no maior nível em 22 anos.

    A decisão era amplamente esperada pelo mercado. A expectativa é que os cortes comecem ainda no primeiro semestre do próximo ano.

    No comunicado, o Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) levou em conta explicitamente o fato de que a inflação “diminuiu no último ano” e disse que observaria a economia para ver se “algum” aumento adicional dos juros seria necessário — o que implica diretamente que, após meses de aperto monetário agressivo e uma tendência de aumento da taxa básica, talvez não seja necessário aumentá-las novamente.

    As autoridades do banco central americano afirmaram que os indicadores mais recentes sugerem redução da atividade econômica nos EUA em comparação ao terceiro trimestre e citaram como exemplo os indicadores relacionados ao mercado de trabalho.

     

    “Os ganhos de emprego ficaram moderados desde o início do ano, mas permanecem fortes, e a taxa de desemprego permaneceu baixa. A inflação diminuiu ao longo do ano passado, mas permanece elevada”, disse a autoridade monetária.

    Na última sexta-feira (8), a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos (BLS, na sigla em inglês) anunciou a criação de 199.000 empregos em novembro.  Já a taxa de desemprego caiu para 3,7%, de 3,9% no mês anterior.

    A autarquia avaliou que as condições financeiras e de crédito mais restritivas para as famílias e empresas poderão impactar a atividade econômica, as contratações e a inflação. “O Comitê permanece muito atento aos riscos de inflação”, acrescentou.

    Uma quase unanimidade de 17 dos 19 formuladores de política monetária do Fed projeta que a taxa básica estará mais baixa até o final de 2024 do que está agora — com a projeção mediana mostrando a taxa em queda de 0,75 ponto percentual da atual faixa de 5,25% a 5,50%.

    Nenhuma autoridade prevê custos de empréstimos mais altos até o final do próximo ano.

    Com informações da Reuters.