Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BC não está baixando os juros porque a inflação está ganha, diz economista à CNN

    Samuel Pessôa avaliou que a queda na expectativa da inflação permitiu que o BC reduzisse a Selic sem que o juro real caísse

    O economista e pesquisador do FGV Samuel Pessoa, em entrevista à CNN
    O economista e pesquisador do FGV Samuel Pessoa, em entrevista à CNN Reprodução/CNN

    Da CNN*

    São Paulo

    Em entrevista à CNN na noite desta quarta-feira (2), o economista e pesquisador do FGV, Samuel Pessôa, avaliou o corte de 0,5 ponto na taxa de juros, deixando a Selic em 13,25% ao ano, anunciada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC).

    “O que o Banco Central disse no comunicado é que havia espaço para uma queda de 0,5 ponto, e que a política monetária nos próximos meses precisa continuar sendo contracionista”, afirmou.

    Para Pessôa, a decisão de reduzir a Selic não está atrelada à solução da questão inflacionária do país.

    “Ele [BC] não está baixando os juros porque a inflação está ganha e para a economia crescer. Esse momento ainda não veio”, disse.

    O economista explica que, com a queda na expectativa da inflação, o BC pode reduzir a Selic sem que o juro real caísse.

    “Como a expectativa de inflação caiu, se o BC não cortasse 0,5 ponto, o juro real aumentaria com relação ao plano anterior”, avaliou.

    Segundo Pessoa, ainda não está claro se a “peleja” com a inflação foi ou não vencida.

    “O BC está fazendo ajustes para manter o juro real elevado, mas não demais”, finalizou.

    Veja também: Pela 1ª vez em três anos, Banco Central corta taxa de juros; Selic vai a 13,25% ao ano

    Publicado por Amanda Sampaio, da CNN.