Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BC prevê Pix em pedágios, transporte público, transações internacionais e parcelamentos

    Entidade também afirma possibilidade de padronizar plataforma para viabilidade pagamentos a prazo

    Da CNN*

    São Paulo

    O Banco Central (BC) prevê que a funcionalidade do Pix pode ser ampliada futuramente para pagamentos de pedágios, estacionamentos, transporte público e até transações internacionais, segundo relatório publicado nesta segunda-feira (4).

    “Muitos negócios que hoje não realizados pela falta de ‘conectividade’ poderão ser viabilizados instantaneamente, de forma simples, segura e com menor custo”, diz a entidade.

    Segundo a autoridade monetária, a plataforma de pagamento pode ser integrada com sistemas de pagamentos instantâneos internacionais, “viabilizando a realização de transações transfronteiriças entre o Brasil e outros países, como remessas, pagamentos entre empresas e pagamentos de compras de bens e de serviços no exterior”.

    “O BC vem acompanhando iniciativas ao redor do mundo, e o Pix já foi desenvolvido para facilitar esse tipo de conexão, adotando padrões internacionais de comunicação”, informou.

    Há ainda a possibilidade de estabelecer regras padronizadas que viabilizem a utilização do Pix para pagamentos a prazo ou parcelados, “mitigando o risco de crédito do recebedor em eventuais situações de inadimplência do pagador”, pontuou a entidade.

    “Adicionalmente, o BC vem acompanhando a oferta, por alguns agentes privados, de soluções próprias que, na experiência do usuário pagador, viabilizam o parcelamento com Pix”, complementa a nota.

    Veja também: Câmara tenta votar projeto sobre juros do rotativo no cartão de crédito

    *Com informações de Cristiane Noberto, em Brasília