Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Wall Street fecha em alta, com apoio do setor financeiro se sobrepondo a queda de criptos

    Na abertura, Dow Jones caía 0,05%, S&P 500 tinha queda e Nasdaq Composite cedia 0,23%

    Operadores na Bolsa de Nova York
    Operadores na Bolsa de Nova York Reuters/Brendan McDermid

    Do Estadão Conteúdo

    As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta terça-feira (6), com apoio sobretudo do setor financeiro. Os ganhos dos bancos contrapuseram a queda entre empresas do setor cripto, após processos da Securities and Exchange Comission (SEC, a CVM americana) contra as corretoras Binance e Coinbase.

    O índice Dow Jones fechou em alta de 0,03%, a 33.573,28 pontos; o S&P 500 avançou 0,24%, a 4.283,85 pontos; e o Nasdaq subiu 0,36%, a 13.276,42 pontos.

    As bolsas abriram em leve baixa, estendendo as perdas moderadas da segunda-feira. As empresas especializadas em criptoativos sofreram após a SEC anunciar na segunda-feira que processou a Binance e, nesta terça, a Coinbase. Listada em Nova York, essa última perdeu 12,09% na sessão.

    Ainda pela manhã, as bolsas melhoraram e entraram no sinal positivo com o setor financeiro já na liderança entre os 11 do S&P 500. As instituições bancárias regionais ganharam força, com o índice KBW operando em alta de mais de 3%, ajudando o setor.

    Os grandes bancos recuperaram as perdas que tiveram na segunda-feira quando foram veiculadas notícias de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) estaria estudando ampliar os requisitos de capital.

    Nesta terça, reportagem da Reuters mostrou que executivos de bancos regionais ampliaram as compras de ações das próprias empresas no segundo trimestre, com objetivo de restaurar a confiança no setor.

    Volátil, o Dow Jones chegou a aprofundar perdas ao longo da tarde, conforme outras ações foram pressionando os índices para baixo. A Boeing caiu 0,71% no pregão, após a notícia de que estaria reduzindo entregas de um modelo de avião por falhas na produção.

    Já a Merck perdeu 2,74%, no dia em que entrou com processo contra a redução de preços no Medicare, programa de seguro de saúde do governo.

    A Apple caiu 0,21% ainda na esteira da divulgação do seus novos óculos de realidade virtual, que desagradou investidores pelo preço.

    A Capital Economics avaliou em relatório nesta terça que o S&P 500 teve desempenho positivo nos últimos dias – em parte porque, resolvido, o impasse do teto da dívida deixou de pressionar o mercado acionário americano. No entanto, a consultoria acredita que a desaceleração do crescimento pesará sobre o índice durante o resto do ano.