Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cada R$ 1 investido em publicidade gera R$ 8 para o PIB, diz estudo

    Em 2020, setor movimentou R$ 49 bilhões e foi responsável por acrescentar R$ 418,8 bilhões à economia

    Em 2020, na pandemia, brasileiros chegaram a assistir, em média, a 1h40 a mais de TV por dia
    Em 2020, na pandemia, brasileiros chegaram a assistir, em média, a 1h40 a mais de TV por dia Erik Mclean/Unsplash

    Juliana Eliasdo CNN Brasil Business

    em São Paulo

    Para cada R$ 1 investido em anúncios publicitários no Brasil, outros R$ 8,54 são gerados na economia brasileira como um todo. É esta uma das principais conclusões de um estudo feito pela consultoria Deloitte sobre os impactos gerados pela indústria da publicidade, a pedido do Conselho Executivo das Normas-Padrão (CENP).

    Isso significa que, em 2020, os R$ 49 bilhões que o setor movimentou foram responsáveis por acrescentar R$ 418,8 bilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) do país. É o equivalente a 6% do resultado do ano.

    A publicidade continua sendo também uma intensiva geradora de empregos. Em 2019, dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), a publicidade empregava mais de 400 mil pessoas, direta ou indiretamente.

    Eram 196.310 pessoas trabalhando diretamente no setor, ou seja, em empresas que têm toda a receita ligada a anúncios ou à atividade da publicidade, como agências, produtoras de comerciais, rádio e TV aberta.

    Indiretamente – empresas que têm parte da receita vinculada a anúncios –, eram outros 239.060 empregos. Jornais, revistas, cinemas, TV por assinatura e desenvolvimento de aplicativos são algumas das atividades consideradas.

    “Melhores resultados do PIB estimulam a atividade econômica e novos investimentos, o que alimenta um ciclo de crescimento que incentiva ainda mais os investimentos publicitários”, afirma o relatório, entitulado “O valor da publicidade no Brasil”.

    Queda na pandemia

    Em 2020, durante a pandemia, os brasileiros chegaram a assistir, em média, a 1h40 a mais de televisão por dia – 7h24 horas de televisores ligados por dia em cada domicílios em abril do ano passado, ante a média de 6h17 em 2019.

    Ainda assim, foi um ano de corte de custos tanto dentro das agências quanto nas empresas dos mais variados setores que recorrem a elas para fazer suas campanhas, e o resultado foi uma queda expressiva no setor.

    De acordo com dados da Kantar Ibope Mídia compilados pelo estudo, os investimentos em mídia publicitária saíram de R$ 54,3 bilhões em 2019 para R$ 49 bilhões em 2020, uma queda de 9,8%.

    “Para 2021, o mercado de publicidade espera a continuidade de uma retomada leve, acompanhando o ritmo da recuperação da atividade econômica.”, diz o relatório.

    “Os efeitos socioeconômicos provocados pela pandemia devem gerar impactos no poder de consumo da população e, consequentemente, na publicidade. No entanto, esses efeitos ainda estão rodeados de muitas incertezas.”