Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    China libera retomada de importações de carne bovina do Brasil

    Vendas de carne bovina brasileira foram suspensas voluntariamente em 23 de fevereiro, após a descoberta de um caso atípico da doença da vaca louca

    Frigorífico em Promissão, São Paulo
    Frigorífico em Promissão, São Paulo 30/03/2022REUTERS/Paulo Whitaker

    da Reuters

    A China anunciou nesta quinta-feira (23) que concordou em retomar imediatamente as importações de carne bovina brasileira com menos de 30 meses, de acordo com um comunicado divulgado pela Administração Geral de Alfândega do país.

    As vendas de carne bovina do Brasil, que têm na China seu principal mercado externo, tinham sido suspensas voluntariamente pelas autoridades brasileiras em 23 de fevereiro, após a descoberta de um caso atípico da doença da vaca louca.

    A retomada do comércio ocorre um dia depois de o ministro da agricultura brasileiro, Carlos Fávaro, ter chegado a Pequim, antes da visita do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva no domingo.

    Lula visitará a China acompanhado de uma delegação de 240 representantes empresariais, com a indústria de carnes dominando a delegação em termos de participantes, com cerca de 70 pessoas.

    O Brasil também pretende renegociar os protocolos sanitários segundo os quais um único caso atípico de “vaca louca” desencadeia uma proibição de exportação para todo o país.

    Os produtores de carne bovina no Brasil poderiam perder até US$ 25 milhões por dia com o embargo, segundo cálculo da Datagro Pecuária.

    Mas as empresas brasileiras seguiram exportando à China carne certificada antes do registro do problema sanitário, segundo avaliação de analistas com base nos embarques de março.