Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com interesse renovado na Black Friday, brasileiros miram eletrônicos, mostra pesquisa

    Pesquisas relacionadas à data mais que dobraram, registrando um aumento de 114% em comparação ao mesmo período do ano anterior

    Termos buscados são relacionados a buscas sobre qual será o dia da Black Friday em 2023
    Termos buscados são relacionados a buscas sobre qual será o dia da Black Friday em 2023 Foto: CardMapr/Unsplash

    Diego Mendesda CNN

    São Paulo

    A quase 10 dias para a Black Friday 2023, os consumidores já começaram a pesquisar os produtos que estão querendo comprar com descontos.

    Segundo um levantamento do Google, eletrônicos é o grupo de categorias preferidos de 69% dos brasileiros que pretendem comprar na data — com destaque para os eletrodomésticos (30%), celulares (28%) e eletroportáteis (27%).

    No terceiro trimestre deste ano, as pesquisas relacionadas à data mais que dobraram, registrando um aumento de 114% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

    Este é o trimestre de maior volume de buscas pré-Black Friday desde 2019. Além disso, os top termos buscados são relacionados a buscas sobre qual será o dia da Black Friday em 2023 — que neste ano será no dia 24 de novembro — o que reflete o interesse dos consumidores pela data mais promocional do varejo.

    Produtos mais desejados

    O levantamento aponta ainda que o outro indício do apetite dos brasileiros pela compra na data é que, ainda de acordo com dados do Google, 24 categorias de varejo cresceram em buscas nas últimas semanas, tanto em relação ao mesmo período de 2022 quanto em relação às semanas anteriores.

    Entre as categorias em crescimento, destacam-se suplementos, casa e construção, automotivo e eletroportáteis.

    Elas são as categorias que tiveram maior crescimento nas buscas no período analisado, o que mostra que, mesmo com volumes de buscas menores, essas categorias têm grande potencial para o varejo explorar nesta data, ampliando ainda mais as oportunidades de negócios na Black Friday.

    Veja o ranking dos mais desejados:

    Após os campeões de buscas, os eletrônicos, a categoria de vestuário (53%) é a segunda mais desejada, seguida pelos segmentos de beleza e cuidado pessoal (37%), casa (34%) e alimentação (27%).

    Para além dos setores tradicionais, outro destaque da pesquisa é a intenção dos brasileiros em investir em viagens (12%) e em serviços (12%), assim como no setor de educação (7%) e em produtos para os pets (7%).

    Das 30 categorias analisadas pela pesquisa, 13 tiveram crescimento na intenção de compra em relação ao mesmo período de 2022. A que mais se destacou foi a de eletrodomésticos, cuja intenção de compra para o período está 5 pontos percentuais maiores do que no ano passado.

    Os setores de eletroportáteis e equipamentos de áudio e vídeo – alta de 4 pontos percentuais – estão logo atrás, seguidos pela categoria de artigos esportivos, alta de 3 pontos percentuais.

    Busca antecipada

    A pesquisa também investigou a antecedência com que os brasileiros começam a pesquisar os produtos e serviços que pretendem comprar na Black Friday.

    O resultado mostra que categorias como celulares, TV e eletrodomésticos e portáteis tem alta antecipação, mais da metade dos consumidores já começou a pesquisar, enquanto categorias de uso pessoal e dia a dia tem média e baixa antecipação.

    Outro destaque do estudo é o otimismo dos brasileiros: a maior parte (68%) acredita que sua situação econômica familiar vai melhorar até o final do ano, um aumento de 23 ponto percentual em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto 24% afirmam que vai ficar igual e apenas 4% acreditam que piorará.

    Segundo Fábio Garcia, head de negócios para Varejo do Google Brasil, neste momento em que brasileiros estão mais positivos em relação à economia e cada vez mais confiantes para comprar e planejar o futuro.

    “O interesse crescente dos consumidores brasileiros na Black Friday é inegável, e os números refletem isso. Além disso, estamos testemunhando uma diversificação notável nas categorias de produtos buscados, demonstrando que os consumidores estão cada vez mais abertos a explorar novas opções e encontrar ofertas que atendam às suas necessidades”, afirma.

    Veja também: Metade dos brasileiros pretende comprar na Black Friday