Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Customer Experience: entenda o que é e como melhorar a experiência do cliente

    Entenda o que significa customer experience, porque esse é um assunto importante para as empresas e como melhorá-lo

    O que é Customer Experience?
    O que é Customer Experience? Imagem: Pexels | Ketut Subiyanto

    Da CNN

    Ouvir notícia

    Há um termo em inglês que tem se popularizado cada vez mais no mercado, principalmente de varejo: o Customer Experience — ou experiência do cliente, em português.

    A sua importância vale tanto no Brasil como em muitos outros países, sendo fundamental para o sucesso de qualquer negócio.

    São as experiências positivas que podem gerar fidelidade e novas oportunidades para a empresa, refletindo no aumento do lucro e dos investimentos.

    A seguir, entenda os principais aspectos do Customer Experience, como ele pode ser trabalhado para melhorar a relação com os clientes e, consequentemente, impulsionar os resultados.

    Veja também como a inteligência artificial (IA) entra nessa discussão e o que esperar para o futuro.

    O que é Customer Experience?

    Segundo Lucio Tezotto, COO da binds.co — uma plataforma digital voltada para pesquisa e satisfação de clientes — o Customer Experience, ou simplesmente CX, é uma metodologia que envolve a gestão de relacionamento de clientes, desde a primeira impressão com a marca até o final de um contrato, assinatura ou entrega de produto adquirido.

    E, sempre que possível, a recompra.

    “Vai muito além de realizar um atendimento e muito além, também, de um trabalho pós-vendas”, explica.

    “É a somatória de experiências, vivências, sensações, opiniões — racionais ou sentimentais — que um consumidor possui ao longo de toda uma jornada e ciclo de vida, com uma marca, produto ou serviço”, complementa.

    A experiência do cliente considera a opinião e “voz do consumidor” em todas as etapas do negócio.

    “Em um mercado cada vez mais dinâmico, competitivo e incipiente, contar com o apoio dos clientes para focar no que realmente dá resultado, torna-se um diferencial imenso”, diz Lucio.

    Para se realizar um processo envolvendo CX, é necessário que as empresas possuam uma cultura que coloque o cliente no centro de tudo — movimento também conhecido pela expressão Customer Centricity (CC).

    O que é necessário é ter um time, liderança, dirigentes e todas as áreas engajadas nesse propósito.

    É importante ressaltar que o CX não é apenas uma estratégia de marketing, mas sim uma forma de pensar em todos os pontos de contato com o cliente e melhorar continuamente sua experiência.

    Qual é a diferença entre Customer Experience e Customer Success?

    Embora pareçam semelhantes, Customer Experience e Customer Success são conceitos distintos.

    Customer Experience se refere à jornada do cliente em todas as interações que ele tem com a empresa, desde o primeiro contato até o pós-venda (customer journey também está associado).

    O foco está em proporcionar uma experiência positiva e agradável, criando um relacionamento duradouro e fidelidade.

    Já o Customer Success é a garantia de que o cliente atingiu seus objetivos ao usar os produtos ou serviços da empresa.

    A ênfase é no sucesso de todo o processo, gerando uma relação de confiança e aumentando as chances de renovação do contrato.

    De uma forma mais resumida, Customer Experience é mais voltado para a experiência do cliente em si, enquanto Customer Success se concentra em ajudar o consumidor a atingir seus objetivos.

    Pilares do Customer Experience

    Para garantir uma experiência de qualidade, é importante que as empresas foquem em três pilares: emocional, esforço e sucesso.

    Veja como aplicar o Customer Experience a partir disso.

    Emocional

    Nesse pilar, a ideia é que as empresas compreendam que as emoções dos clientes têm um grande impacto na sua experiência.

    Isso significa que, para oferecer uma boa experiência, é necessário que as empresas sejam capazes de entender as emoções dos seus clientes e agir de acordo com elas.

    Por exemplo, uma empresa pode investir em atendimento personalizado, que mostre empatia e compreensão pelas dificuldades e problemas enfrentados pelos clientes.

    Esforço

    Esse pilar está relacionado à facilidade que o cliente encontra ao interagir com a empresa. 

    A ideia é que a companhia faça o possível para que o cliente não tenha que se esforçar muito para solucionar um problema ou tirar uma dúvida, por exemplo.

    Sucesso

    Esse pilar está relacionado à entrega de resultados. A ideia é que a empresa seja capaz de cumprir o que prometeu e entregar o que o cliente espera.

    Isso envolve desde a qualidade dos produtos e serviços até a eficiência do atendimento ao cliente.

    Como melhorar a experiência do cliente?

    como melhorar a experiência do cliente?
    / Shutterstock

    Oferecer uma boa experiência para o cliente é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.

    Segundo pesquisa da Calabrio, 60% dos consumidores dizem que mudaram de marca devido a uma experiência negativa no contact center – a maioria sai depois de apenas duas experiências negativas.

    Veja 5 exemplos de práticas que podem ajudar a melhorar a experiência do cliente nas empresas. 

    Fazer um atendimento personalizado

    Tratar os clientes de maneira única e personalizada demonstra que você valoriza o relacionamento com eles. 

    Isso pode ser alcançado coletando dados sobre os clientes, como preferências de compra, histórico de interações e comportamento online.

    Com essas informações, você pode oferecer recomendações relevantes, comunicar-se de maneira mais pessoal e resolver problemas de forma direcionada.

    Mas, para que isso funcione na prática, é preciso treinar sua equipe para oferecer um atendimento pensado especificamente para o cliente, que entenda as necessidades do público e apresente soluções adequadas.

    Criar canais de atendimento eficientes

    Disponibilizar diversos canais de atendimento, como chat ao vivo, e-mail, telefone e redes sociais, permite que os clientes escolham a opção que mais lhes convém. 

    Certifique-se de que esses canais sejam bem gerenciados, oferecendo respostas rápidas e consistentes. 

    Além disso, a integração entre esses canais para que a informação flua sem problemas é fundamental para uma experiência coesa.

    Ter agilidade nas respostas

    As pessoas não gostam de esperar por uma resposta, especialmente quando precisam de ajuda. 

    Responder prontamente às consultas e preocupações dos clientes mostra que a empresa valoriza o tempo deles e está comprometida em ajudá-los rapidamente. 

    Isso pode ser alcançado através do uso de chatbots para respostas imediatas e de equipes bem treinadas para tratar das questões mais complexas.

    Pedir feedbacks frequentes

    Demonstrar interesse pelas opiniões dos clientes e agir com base nelas é uma maneira poderosa de melhorar continuamente. 

    Peça feedback após cada interação ou transação e também em momentos específicos, como após a resolução de um problema. 

    Use esses retornos também para identificar áreas de melhoria e ajustar sua abordagem.

    Surpreender o cliente

    Oferecer algo inesperado e positivo pode criar memórias duradouras. Isso pode ser feito através de benefícios, mesmo que simples: descontos especiais, brindes ou até mesmo uma simples nota personalizada de agradecimento.

    Essas ações mostram que você está disposto a ir além para agradar seus clientes e tornar sua experiência memorável.

    Investir na criação de laços

    Construir relacionamentos sólidos com os clientes vai além de transações comerciais e permite criar laços emocionais e conexões que vão além do produto ou serviço que uma marca oferece. 

    Isso pode ser alcançado através da construção de uma empresa com propósito e valores claros, que ressoem com os valores dos clientes. 

    Além disso, envolver os clientes em conteúdo relevante, como blogs, newsletters ou eventos, pode ajudar a manter uma comunicação constante e significativa.

    Oferecer uma boa experiência também no pós-venda

     A experiência do cliente não termina após a compra. Na verdade, o período pós-venda é uma oportunidade valiosa para consolidar a confiança e a lealdade do cliente. 

    Por isso, especialistas indicam que as empresas devem saber se os clientes têm um suporte eficaz após a compra, para ajudá-los com eventuais dúvidas, problemas ou consultas. 

    Além disso, acompanhar a satisfação do cliente após a compra pode revelar insights sobre como aprimorar ainda mais a experiência.

    Por que é vantajoso investir no Customer Experience?

    Importância do Customer Experience
    / Imagem: Pexels | Andrea Piacquadio

    Para Lucio Tezotto, investir em Customer Experience é investir na longevidade, sucesso e eficiência de uma empresa.

    “Em um mercado onde se comparam experiências e vivências a todo momento — não só entre concorrentes diretos — saber como atender bem um cliente te coloca em uma posição de vantagem”, explica.

    “Entender o que vai fazer a diferença na decisão de compra ou consumo de seu produto ou do concorrente, pode significar sua sobrevivência. Ou posição de liderança no mercado”, diz o COO da binds.co.

    Quando a experiência do cliente é positiva também há menos chances de ocorrerem reclamações e devoluções de produtos, o que pode economizar tempo e dinheiro para a empresa.

    No fim das contas, investir nessa estratégia pode ser uma forma de entender melhor o comportamento e as necessidades do cliente.

    Outros motivos que mostram a importância do customer experience também envolvem:

    Aumento da receita

    Clientes satisfeitos tendem a gastar mais e a fazer compras repetidas. Quando uma empresa se concentra em proporcionar uma experiência excepcional ao cliente, isso cria um vínculo de confiança e lealdade.

    47% dos clientes em 2023 pagariam mais se soubessem que receberiam um excelente atendimento ao cliente, segundo pesquisa do Shep Hyken de 2023.

    Clientes leais estão mais inclinados a adquirir produtos ou serviços adicionais, bem como a optar por opções mais premium. Além disso, uma experiência positiva pode levar a compras por impulso e a um maior valor médio de compra.

    Redução da taxa de churn

    Clientes insatisfeitos têm maior probabilidade de abandonar uma marca. Investir no CX pode reduzir significativamente a taxa de churn, uma vez que clientes satisfeitos têm menos motivos para procurar alternativas. 

    A retenção de clientes é crucial, uma vez que a aquisição de novos clientes geralmente é mais cara e demorada do que manter os existentes.

    Estímulo aos “advogados” da marca

    Clientes que tiveram experiências positivas são mais propensos a se tornarem defensores da marca. 

    Um estudo da Nielsen mostra que 92% dos consumidores valorizam mais a indicação de amigos e familiares do que apenas publicidade.

    Eles compartilham suas experiências positivas com amigos, familiares e nas redes sociais, o que pode aumentar a visibilidade da marca e atrair novos clientes. 

    O boca a boca positivo é uma das formas mais eficazes de marketing, pois é baseado na confiança interpessoal.

    Como montar um time de customer experience? 

    Montar um time de Customer Experience (CX) envolve a seleção cuidadosa de especialistas que possam contribuir para a criação e manutenção de experiências excepcionais para os clientes.

    • Gerente de Customer Experience: a pessoa que lidera a estratégia de CX da empresa, definindo metas, monitorando métricas-chave de desempenho e supervisionando a equipe. Eles devem ter uma visão abrangente da jornada do cliente e ser capazes de identificar oportunidades de melhoria;
    • Gerente de Experiência do Usuário (UX): o UX Manager é responsável por projetar as interações dos clientes com os produtos e serviços da empresa. Eles trabalham para garantir que os produtos sejam intuitivos, fáceis de usar e atendam às necessidades dos clientes;
    • Gerente de Sucesso do Cliente: essa função é focada em garantir que os clientes alcancem seus objetivos ao usar os produtos ou serviços da empresa. Eles trabalham em estreita colaboração com os clientes para entender suas metas e desafios, oferecendo orientação e suporte para garantir o sucesso contínuo;
    • Gerente de Atendimento ao Cliente: este especialista lidera a equipe de atendimento ao cliente, garantindo que os clientes recebam suporte rápido e eficiente quando tiverem dúvidas ou problemas. Eles também podem estar envolvidos na resolução de conflitos e na implementação de políticas de atendimento ao cliente;
    • Analista de Dados de Customer Experience: um analista de dados ajuda a equipe a compreender melhor o comportamento dos clientes, identificando padrões, tendências e áreas de melhoria. Eles analisam métricas de desempenho, feedback dos clientes e outros dados relevantes para orientar as decisões de CX;
    • Especialista em Pesquisa de Mercado e Feedback do Cliente: esse profissional é responsável por coletar feedback dos clientes, seja por meio de pesquisas, entrevistas ou análise de redes sociais. Eles interpretam esses insights para identificar áreas problemáticas e oportunidades de aprimoramento;
    • Especialista em Comunicação e Conteúdo de Customer Experience: este especialista cria conteúdo relevante para os clientes em diferentes estágios da jornada, como guias de uso, tutoriais e newsletters. Eles garantem que a comunicação seja clara, útil e alinhada à estratégia de CX;
    • Designer de Experiência do Cliente: o designer de CX trabalha para garantir que todos os pontos de contato com a marca sejam visualmente atraentes, coesos e alinhados com a identidade da empresa;
    • Especialista em Treinamento de Cliente: se a sua empresa oferece produtos ou serviços complexos, um especialista em treinamento pode ser fundamental. Eles desenvolvem programas de treinamento para capacitar os clientes a usar os produtos de maneira eficaz;
    • Especialista em Cultura Organizacional e Atendimento ao Cliente: este papel é dedicado a criar uma cultura interna que valorize o atendimento ao cliente e a excelência em CX. Eles trabalham para envolver toda a organização na busca pela melhoria contínua da experiência do cliente.

    Como medir a experiência do cliente?

    Como medir a experiência do cliente?
    / Imagem: Shutterstock | Pasuwan

    Para medir a experiência do cliente, é necessário adotar indicadores que permitam avaliar como ele percebe a empresa e os serviços ou produtos oferecidos.

    De acordo com Lucio Tezotto, uma das formas mais utilizadas para medir a experiência do cliente é por meio da Net Promoter Score (NPS), uma métrica que permite identificar a probabilidade de um cliente indicar a empresa para outras pessoas.

    “São os clientes que recomendam sua empresa, serviço ou produto para amigos, familiares e conhecidos. Fazem propaganda espontaneamente do que você vende e contribuem para a propaganda ‘boca-a-boca’, a mais eficiente e barata que existe”, diz.

    Outras formas de medir o Customer Experience incluem o Customer Effort Score (CES), que afere o esforço que o cliente precisa fazer para obter suporte ou resolver um problema, e o Customer Satisfaction Score (CSAT), que avalia o nível de satisfação do cliente com a empresa.

    Além disso, é importante acompanhar as interações dos clientes nas redes sociais e em outros canais de comunicação para obter feedbacks e entender as percepções dos clientes em relação à empresa.

    “Independente de qual a forma de medição, é importante que seja algo contínuo e passível de comparação ao longo do tempo. Afinal, a melhoria deve ser contínua, pois a expectativa dos clientes é sempre de serem surpreendidos com novidades, mais qualidade e inovação”, afirma Lucio.

    Como a IA contribui para a melhoria da experiência do cliente?

    A Inteligência Artificial (IA) vem transformando e melhorando diversos setores, e o atendimento ao cliente não é exceção. 

    Com o uso de chatbots e assistentes virtuais, a IA tem contribuído positivamente para a melhoria da experiência do cliente.

    Os chatbots são programas de computador que podem ser direcionados para simular uma conversa humana e fornecer informações úteis e soluções para problemas de maneira rápida e eficiente.

    Com eles, as empresas podem fornecer atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem precisar ter uma equipe dedicada de suporte ao cliente.

    Além dos chatbots, a IA também pode ser usada para personalizar a experiência do cliente.

    Com o uso de algoritmos de aprendizado de máquina, as empresas podem analisar grandes quantidades de dados para entender melhor as preferências e comportamentos dos clientes e, em seguida, fornecer ofertas e soluções personalizadas para suas necessidades.

    Qual é o futuro da experiência do cliente?

    O futuro da experiência do cliente deve ser ainda mais personalizado e direcionado às necessidades individuais.

    O uso de dados para prever e antecipar as necessidades dos clientes é um dos principais caminhos para isso, permitindo que as empresas resolvam problemas antes que eles ocorram e ofereçam soluções mais rápidas e eficazes.

    E a tecnologia segue como parte do futuro. Em 2021, 44,5% das organizações em todo o mundo revelaram que percebem a experiência do cliente como um diferencial competitivo primário, segundo a Statista.

    Além disso, 45% das organizações afirmaram que achavam que as soluções de inteligência artificial iriam remodelar CX nos próximos cinco anos.

    Em 2023, já se vê esse elemento como um fator-chave.

    Acompanhe tudo sobre tecnologia na CNN!

    Mais Recentes da CNN