Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Da África do Sul, Haddad trabalha por aprovação de arcabouço e tributação de offshore

    Segundo a CNN apurou, Haddad entrou em campo diante das incertezas em relação ao avanço da medida

    Haddad entrou na madrugada desta terça-feira (22) negociando com parlamentares a aprovação do texto que é considerado prioritário pela equipe econômica
    Haddad entrou na madrugada desta terça-feira (22) negociando com parlamentares a aprovação do texto que é considerado prioritário pela equipe econômica 03/04/2023REUTERS/Ueslei Marcelino

    Thais Arbexda CNN

    Brasília

    Acompanhando o presidente Luiz Inácio lula da Silva na África do Sul, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, passou as últimas horas em contato com líderes da Câmara, na tentativa de destravar a votação do novo arcabouço fiscal.

    Como está em outro fuso horário (5 horas de diferença em relação à Brasília), Haddad entrou na madrugada desta terça-feira (22) negociando com parlamentares a aprovação do texto que é considerado prioritário pela equipe econômica.

    Segundo a CNN apurou, Haddad entrou em campo diante das incertezas em relação ao avanço da medida. Nessas mesmas ligações a líderes da Câmara, o ministro da Fazenda também tem trabalhado para que seja aprovada a taxação das offshore —hoje, a tributação das empresas no exterior está dentro da Medida Provisória do salário mínimo.

    Com a resistência do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), em levar a medida adiante dentro de uma MP, integrantes da base do governo passaram a trabalhar na apresentação de um projeto de lei só sobre a taxação das offshore.

    Relator da nova regra fiscal, o deputado Cláudio Cajado (PP-BA) afirmou na noite desta segunda que a expectativa é a de votar o projeto até esta quarta-feira (23).

    O arcabouço está parado na Câmara desde junho, depois que foi alterado pelo Senado.