Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Economia oficializa Ilan Goldfajn como candidato do Brasil à presidência do BID

    Atualmente diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do Fundo Monetário Internacional (FMI), Goldfajn foi presidente do Banco Central entre 2016 e 2019

    Do CNN Brasil Business

    Brasília

    O Ministério da Economia oficializou nesta segunda-feira (24) o ex-presidente do Banco Central Ilan Goldfajn como candidato do Brasil ao cargo de presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A CNN havia adiantado a informação na semana passada.

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, diz em nota que “o candidato concilia ampla e bem-sucedida experiência profissional no setor público, em organismos multilaterais e no setor privado, além de sólida formação acadêmica, que o qualificam para o exercício do cargo de presidente da instituição”.

    Para um candidato ser eleito presidente do BID, é preciso ter o apoio dos 26 países membros mutuários mais o Canadá e os Estados Unidos. Cada mandato dura cinco anos.

    O Brasil nunca presidiu o BID, banco internacional que visa promover o desenvolvimento e a integração entre países da América Latina e do Caribe. A presidência do órgão foi tema frequente das reuniões bilaterais que o ministro teve durante a semana retrasada, em Washington, conforme apuração da CNN.

    O prazo para candidatura ao cargo de presidente do BID se encerra em 11 de novembro de 2022 e a eleição está marcada para o dia 20 de novembro de 2022.

    Atualmente diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do Fundo Monetário Internacional (FMI), Goldfajn foi presidente do Banco Central entre 2016 e 2019 e diretor de Política Econômica da mesma instituição entre 2000 e 2003.

    *Com informações de Mariana Janjácomo e Elis Barreto, da CNN / publicado por Ligia Tuon