Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em meio à pressão sobre Prates, Lula chama reunião no Planalto com ministros sobre Petrobras

    Marado para 15h, encontro deve ter participação de ministros Alexandre Silveira, de Minas e Energia, Fernando Haddad, da Fazenda, Rui Costa, da Casa Civil, além do próprio Prates

    Raquel Landimda CNN

    Em meio à intensa pressão sobre o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou uma reunião nesta terça-feira (21) no Palácio do Planalto.

    Participam do encontro os ministros Alexandre Silveira, de Minas e Energia; Fernando Haddad, da Fazenda; Rui Costa, da Casa Civil; além do próprio Prates. A reunião está marcada para 15 horas.

    É intensa a pressão no governo sobre Prates e fontes da companhia já falam numa possível troca, apurou a CNN.

    Há dois motivos principais de insatisfação: a demora para reduzir os preços dos combustíveis e o impasse em torno do plano de investimentos. Na semana passada, Silveira criticou publicamente a demora da estatal em reduzir os preços e Prates reagiu.

    Fontes da Petrobras explicam que há um pequeno espaço para queda, mas, como a estatal ficou muitos dias no prejuízo, está ocorrendo uma recomposição natural da rentabilidade.

    Por outro lado, membros do conselho de administração também estão irritados com as prioridades de Prates de investir em eólicas e com o que chamam de falta de transparência. Eles afirmam que apenas gerentes apresentaram as prioridades do plano ao conselho e não os diretores.

    Dias atrás, contam as fontes, Prates tentou o apoio dos conselheiros minoritários para aprovar o plano de investimentos, já que não conta com alguns votos dos representantes do governo indicados pelo ministério de Minas e Energia.

    A reunião de hoje convocada por Lula é para que o presidente ouça todos os lados envolvidos e tente arbitrar o impasse.

    Veja também: CNN teve acesso ao novo estatuto da Petrobras