Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em visita ao Brasil, Arábia Saudita anuncia 26 acordos bilaterais para investimento

    Comitiva saudita é composta por mais de 100 empresários e autoridades — entre eles, o ministro de investimento do Reino da Arábia Saudita, Khalid Al Falih 

    Danilo Moliternoda CNN

    São Paulo

    O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic), Geraldo Alckmin, recebeu comitiva da Arábia Saudita em evento na Fiesp nesta segunda-feira (31).

    A comitiva saudita é composta por mais de 100 empresários e autoridades — entre eles, o ministro de investimento do Reino da Arábia Saudita, Khalid Al Falih.

    No evento, empresas brasileiras e os sauditas assinaram 26 acordos para comércio bilateral e investimentos. Khalid Al Falih se mostrou otimista em relação ao avanço da parceira entre os países.

    “O Brasil e a Arábia Saudita, dois membros orgulhosos do G20 e produtores de energia, estão bem posicionados para serem parceiros estratégicos, sendo nós líderes econômicos de nossas respectivas regiões”, disse o saudita.

    “Com nossos interesses estratégicos alinhados e os setores privados fortes, poderíamos nos tornar um dos cinco principais investidores na economia um do outro. Acredito que isso será possível”, completou.

    Alckmin ressaltou a “complementariedade econômica” entre Brasil e Arábia Saudita para a segurança alimentar. Ele destacou, por exemplo, a parceria entre os países na área de fertilizantes.

    Entre o “pacote” de acordos anunciados estão memorandos nas áreas de agronegócio e minérios, por exemplo.

    Também esteve presente no evento o governador do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas. Ele destacou as “transformações” pelas quais o país passou nos últimos anos que, na sua visão, melhoraram o ambiente para investimentos.

    Tarcísio mencionou reformas e marcos implementados durante a gestão de Jair Bolsonaro — da qual foi ministro da Infraestrutura —, mas deu destaque à recente aprovação na Câmara da reforma tributária.

    Relações comerciais

    Segundo informações do Mdic, parte da visita da comitiva será coordenada pela Sete Partners e prevê encontros com bancos, investidores e com empresas brasileiras de diversos setores.

    A Arábia Saudita e o Brasil estabeleceram relações diplomáticas desde 1973 e as mantém desde então. O Brasil tem a Arábia Saudita como principal parceiro comercial do no Oriente Médio.

    Além do petróleo, a agricultura e a pecuária do Brasil são parte relevante deste tráfego. Se destacam produtos como soja, milho, açúcar, carne bovina e aves.

    Apesar da boa relação diplomática e comercial de longo prazo, a avaliação é de que existem oportunidades de negócios entre os dois países que podem ser intensificadas.