Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Empresários que acompanham Lula à China planejam visitas ao TikTok, Alibaba e Kwai

    Visitas técnicas, que serão feitas de 28 a 30 de março, fazem parte do "Fórum Econômico Brasil-China: Novas Fronteiras para uma Parceria Sustentável"

    Painéis e seminários do evento serão realizados no Hotel St. Regis, em Pequim, onde Lula ficará hospedado
    Painéis e seminários do evento serão realizados no Hotel St. Regis, em Pequim, onde Lula ficará hospedado REUTERS

    Felipe Frazão, enviado especial, do Estadão Conteúdo

    A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil) levará os empresários da megacomitiva que irá acompanhar a visita do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à China para visitar a sede de companhias chinesas de tecnologia populares no país, como as redes sociais de vídeos TikTok e Kwai e o e-commerce Alibaba.

    As visitas técnicas, que serão feitas de 28 a 30 de março, fazem parte do “Fórum Econômico Brasil-China: Novas Fronteiras para uma Parceria Sustentável”. Os painéis e seminários do evento serão realizados no Hotel St. Regis, em Pequim, onde Lula ficará hospedado.

    Como mostrou o jornal O Estado de S. Paulo, a ideia do fórum é que os empresários levantem demandas e entraves ao avanço do comércio e de investimentos entre os dois países e possam dialogar entre si e diretamente com Lula. Parcerias podem ser concluídas e anunciadas, embora o evento não tenha formato de rodada de negócios.

    No itinerário de visitas da comitiva está a ByteDance, conhecida como Douyin na China, sede do TikTok – aplicativo famoso pelas “dancinhas”, que alcançou 1,5 bilhão de usuários mensais. Outra plataforma de vídeos na lista é a Kuaishou, conhecida no Brasil como Kwai.

    Também estão marcadas visitas à sede da gigante do varejo eletrônico Alibaba e da sua rede de supermercados tecnológica, a Freshhippo – com pagamento por QR Code nas prateleiras das lojas físicas e entrega em 30 minutos nas compras online.

    Os empresários também irão conhecer o “Vale do Silício” da China, chamado de Zhongguancun Science City.

    A região possui 16 parques setoriais nos diferentes distritos em Pequim, com presença de 25 mil empresas de tecnologia. Também irão conhecer o Tsinghua University Science Park (TusPark), que abriga mais de 400 empresas multinacionais de P&D, tecnologia e startups.

    O Estadão apurou que a comitiva empresarial, com cerca de 200 empresários, terá representantes dos setores de infraestrutura, bancos, agronegócio, proteína animal, alimentos, roupas e calçados, telecomunicações, além de inovação digital.

    Entre as empresas que irão à China estão a JBS, Marfrig, Vale, Embraer, Suzano e os bancos Bradesco e Marka.