Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Encher o tanque do carro pode custar mais de R$ 1 mil, aponta levantamento

    Veículo zero quilômetro com menor tanque de combustível pode ter o tanque cheio com apenas 38 litros de etanol, já o maior reservatório tem capacidade de 117 litros de diesel

    Pedro Duranda CNN

    no Rio de Janeiro

    Um levantamento da CNN com base em dados da Webmotors sobre o tamanho dos tanques de combustível de carros novos a venda no Brasil aponta que encher o tanque no país já pode ultrapassar R$ 1 mil.

    O raio-x do portal de compra e venda de veículos analisou a capacidade do reservatório de 450 modelos e versões de carros à venda no país. Os dados foram cruzados com o preço mínimo e máximo dos combustíveis registrados no levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP) que investiga semanalmente mais de 5,4 mil postos de combustível do país.

    O maior tanque de combustível de um carro à venda no Brasil pertence às picapes RAM 2500 e 3500. São, ao todo, 117 litros de diesel de capacidade. Algumas montadoras optaram por fabricar carros a diesel justamente por conta do preço do combustível, que tinha um custo benefício melhor que a gasolina – algo que já começa a mudar.

    Se fosse abastecida no posto mais caro do Brasil segundo o levantamento da ANP, uma picape dessas poderia ter um custo total de R$ 1.016. O valor mais caro encontrado na pesquisa da agência foi em Maceió, capital de Alagoas, com o litro do diesel sendo vendido a R$8,69 na semana passada. Nesta semana a máxima foi R$8,30 em Cruzeiro do Sul, no Acre.

    O valor seria mais alto do que o maior tanque de um carro movido à gasolina. Estamos falando da Land Rover Range Rover SVAutobiography, que tem 105 litros de capacidade no reservatório. Se o motorista tivesse que abastecer no posto mais caro do Brasil, em Barueri, no interior de São Paulo, gastaria R$ 901,95. Por lá, o litro da gasolina chega a bater R$ 8,59 na semana passada. Nesta semana, o teto foi de R$ 8,49 em Angra dos Reis (RJ).

    O menor tanque de um carro zero vendido no Brasil está no Renault Kwid, da categoria de hatches subcompactos, com 38 litros. Considerando o posto mais barato para se abastecer com etanol, já que o carro é flex, o tanque ficaria cheio com R$ 154. Pra isso, o motorista precisaria viajar até São José do Rio Preto, interior de São Paulo, onde o litro do etanol está em R$ 4,07. Campinas, também no interior do estado, teve o valor mais baixo da última semana, R$ 4,29.

    Média nacional: 55 litros

    O levantamento feito pela Webmotors apontou que o tanque médio de um carro de passeio com motor à combustão no Brasil (etanol, diesel ou gasolina) é de 55 litros. Pra essa média eles levam em conta os carros do tipo hatches, sedãs, SUVs compactos e médios, picapes peruas e demais veículos tradicionais à venda no mercado.

    Considerando os valores médios de etanol (R$ 5,083), diesel (R$ 6,882) e gasolina (R$ 7,218), abastecer um carro no Brasil custa em média R$ 279 com etanol, R$ 378 com diesel e R$ 397 com gasolina. Os valores são da pesquisa da ANP divulgada no início da noite desta sexta-feira (3/6).