Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Enel ignora apagão e cita “foco no cliente e contribuição à sociedade” do ex-presidente

    Empresa italiana destaca que Nicola Cotugno trabalhou com foco nos clientes da elétrica

    Fernando Nakagawada CNN

    São Paulo

    A Enel Brasil ignorou a crise no fornecimento de energia elétrica em São Paulo no comunicado para informar a saída do presidente da companhia, Nicola Cotugno. O texto enviado à imprensa agradece o trabalho do executivo pela dedicação ao grupo italiano e lista feitos, como a contribuição da empresa à sociedade.

    “A Enel Brasil agradece a Nicola Cotugno por toda dedicação ao grupo e seus colaboradores, além do destacado foco nos clientes e contribuição à sociedade. Sob sua gestão, a Enel se tornou uma empresa 100% renovável no País e ampliou em 76% a capacidade de geração eólica e solar”, cita o comunicado.

    A empresa lembra que foram investidos R$ 17 bilhões de 2019 a setembro de 2023 nas áreas de concessão em São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará “com foco na modernização da rede elétrica”.

    Para a companhia, o executivo “promoveu a transição energética em diversas frentes, com o incentivo à mobilidade elétrica e parcerias para eletrificação sustentável de grandes empresas e cidades”. “No mercado livre, nos últimos cinco anos, a companhia mais do que triplicou o volume de energia entregue”, cita o texto.

    Veja também: Companhias aéreas pedem mais prazo para plano de redução de preços