Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasileiros perdem R$ 2,7 bi em golpes online envolvendo compra de veículos, diz estudo

    São Paulo lidera o ranking, responsável por 28% dos casos

    As marcas mais visadas por fraudadores no ano passados foram Chevrolet, Volkswagen, Fiat e Toyota, nessa ordem
    As marcas mais visadas por fraudadores no ano passados foram Chevrolet, Volkswagen, Fiat e Toyota, nessa ordem 03/10/2017 - REUTERS/Stephen Lam

    Marien Ramosda CNN*

    São Paulo

    Os brasileiros perderam R$ 2,7 bilhões em cerca de 91 mil golpes registrados na compra e venda de veículos online em 2023, revelou estudo realizado pela OLX. O número é ainda considerado alto pela empresa, apesar de uma queda de 60%, de 2022 para 2023, no total de fraudes aplicados nessa categoria.

    São Paulo lidera o ranking de golpes com transações de veículos, sendo responsável por 28% dos casos. A lista segue com Minas Gerais, representando 8%, Rio de Janeiro, com 7%, e Bahia, 6%.

    Entre os segmentos mais “cobiçados” pelos golpistas, o carro sai em disparada, equivalendo a 64% das fraudes. Enquanto as motos já fizeram parte de 31% dos crimes e caminhões apresentam 5%.

    As marcas mais visadas por fraudadores no ano passados foram Chevrolet, Volkswagen, Fiat e Toyota, nessa ordem.

    Já os modelos que mais são atingidos por esses golpes são:

    • Celta e Gol – 9%
    • Palio – 6%
    • Corsa – 5%
    • Uno e Corolla – 4% cada
    • Hilux, Onix e Civic – 3%
    • HB20, Saveiro, Strada e Ka – 2% cada

    Beatriz Soares, VP de Produto da OLX, analisou que a redução no número de golpes se deu pela educação digital e o uso da tecnologia.

    “Quanto mais os brasileiros forem informados sobre os riscos do ambiente online e como se prevenirem, mais efetivo se torna o combate a fraudes”, diz.

    Como evitar cair em golpes na internet

    Aqueles que estão planejando comprar ou vender um veículo precisam se atentar e evitar cair em golpes. Algumas dicas incluem conferir dados do comprador, além de conhecer e visitar o proprietário com o produto desejado.

    • Negociar diretamente com o proprietário do veículo ou com a pessoa que irá comprar o item;
    • Fazer uma visita ao veículo presencialmente antes de fechar o negócio em locais públicos e movimentados, como estacionamentos de shoppings e supermercados;
    • Antes de concluir o negócio, pode ser solicitada uma Vistoria Cautelar em uma empresa credenciada pelo Detran, junto do dono do automóvel;
    • Fazer pagamento apenas em uma conta em nome do proprietário do veículo e antes de depositar, verificar os dados direto com o proprietário;
    • Em caso de venda, confirmar os dados bancários da conta em que o valor do veículo deve ser depositado;
    • Vendedor e comprador devem ir junto ao cartório fazer a transferência e o pagamento só deve ser feito quando a transação for concluída.

    *Sob supervisão de Gabriel Bosa