Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Renegociação de dívidas: Desenrola e Serasa fazem megafeirão com descontos de até 96% nesta quinta (21)

    População poderá ser atendida presencialmente em mais de 6 mil agências dos Correios pelo país

    Megafeirão Serasa e Desenrola foi iniciado no começo do mês e vai até a próxima quinta-feira (28)
    Megafeirão Serasa e Desenrola foi iniciado no começo do mês e vai até a próxima quinta-feira (28) ijeab/Freepik

    Da CNN

    O programa Desenrola Brasil e a Serasa promovem nesta quinta-feira (21) o Dia D do megafeirão de renegociação de dívidas, com descontos que podem chegar a 96%, segundo o Ministério da Fazenda.

    A população poderá ser atendida presencialmente em mais de 6 mil agências dos Correios pelo país. Os endereços e horários de funcionamento das agências podem ser consultados no aplicativo e site dos Correios.

    O megafeirão conta com a parceria de 700 empresas parceiras da Serasa e vai até a próxima quinta-feira (28).

    A princípio, o Desenrola estava previsto para terminar no final de 2023, contudo, o prazo foi prorrogado até 31 de março deste ano.

    Até a metade de fevereiro, foram renegociados R$ 35 bilhões pelo programa, com 12 milhões de pessoas beneficiadas.

    O valor fica abaixo dos R$ 50 bilhões previstos até o fim de 2023 pelo ministro Fernando Haddad. A expectativa no ano passado era de que o programa atingisse 37 milhões de pessoas.

    Após dois meses em queda, o número de pessoas endividadas no país subiu em janeiro, segundo a Serasa. E apesar de voltar a cair, a diminuição de endividados em fevereiro foi de apenas 30,5 mil CPFs na comparação com o mês anterior.

    Desde o mês passado, a Serasa tem operado em conjunto com o programa Desenrola e permitido que devedores abatessem dívidas pela sua plataforma com o intuito de aumentar a adesão ao programa.

    Já o atendimento nos Correios começou no dia 7 deste mês. O atendimento presencial nas agências é realizado sem cobrança de taxas ou custos adicionais.

    Saiba como se cadastrar

    Além de ser acessado pela plataforma do Serasa, a consulta do Desenrola pode ser é realizada diretamente no portal do governo federal.

    1. Acesse www.gov.br
    2. Selecione “Entrar com gov.br”
    3. Digite seu CPF e clique em “Continuar” para criar ou alterar sua conta

    Ao realizar o cadastro, o cidadão preenche um formulário simples e seus dados podem ser validados na Receita Federal ou no INSS.

    O cadastro também pode ser realizado em uma Agência do INSS ou nos postos do Senatran.

    O formulário garante acesso ao nível Bronze, que pode ser usado para acessar o Desenrola desde dezembro.

    As categorias mais altas se distinguem por assegurar melhor a identidade do cidadão por meio do fornecimento de mais dados em seu cadastro.

    Para subir para o nível Prata, o cidadão deve realizar uma biometria facial com a CNH ou ser servidor público federal. Uma alternativa é realizar o login por um dos bancos credenciados.

    É necessário ter o número de telefone cadastrado no banco para recebimento do SMS de confirmação do acesso.

    Já a conta Ouro exige o reconhecimento facial pelo aplicativo para conferência da sua foto nas bases da Justiça Eleitoral (TSE).

    A validação também pode ser feita a partir do QR Code da sua Carteira de Identidade Nacional ou com Certificado Digital compatível com ICP-Brasil.

    Como acessar a plataforma

    • Na plataforma, o usuário deve acessar a aba “negociar dívidas da faixa I com o programa Desenrola Brasil”;
    • Na página seguinte, clique no botão verde “iniciar”;
    • Em seguida, acesse “minhas dívidas”.

    Dados da Fazenda apontam que 12 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo Desenrola Brasil, com negociação de R$ 36,5 bilhões em dívidas.

    A faixa 1 contempla pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no CadÚnico. Ela engloba as dívidas que tenham sido negativadas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022, e não podem ultrapassar o valor atualizado de R$ 20 mil cada (valor original de cada dívida, sem os descontos do Desenrola).

    A plataforma permite a renegociação até mesmo com bancos em que a pessoa não tenha conta, podendo escolher aquele que oferecer a melhor taxa na opção de pagamento parcelado.