Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ford estima prejuízo de US$ 3 bilhões em negócio de veículos elétricos este ano

    Empresa projeta o prejuízo acumulado de três anos da unidade de veículos elétricos de 2021 a 2023 em US$ 6 bilhões

    Ford: diretor financeiro John Lawler disse que a Ford não divulgará mais os resultados financeiros por região, apenas por unidade de negócios
    Ford: diretor financeiro John Lawler disse que a Ford não divulgará mais os resultados financeiros por região, apenas por unidade de negócios REUTERS/Phil Noble

    Por Paul Lienert, da Reuters

    A Ford estima que sua unidade de negócios de veículos elétricos perderá US$ 3 bilhões este ano, mas continua no caminho para atingir uma margem antes dos impostos de 8% até o final de 2026, disse a empresa.

    A perda projetada foi revelada antes de um briefing no meio da manhã para investidores e analistas nesta quinta-feira (23) para discutir detalhes do novo formato de relatório financeiro da montadora.

    A partir dos resultados do primeiro trimestre, que serão anunciados em 2 de maio, a Ford começará a reportar por unidade de negócios como Model e (veículos elétricos), Blue (veículos a combustão) e Pro (veículos comerciais e serviços).

    A Ford projeta o prejuízo acumulado de três anos da unidade de veículos elétricos de 2021 a 2023 em US$ 6 bilhões, incluindo um prejuízo pró-forma no ano passado de US$ 2,1 bilhões, mas espera que a unidade seja lucrativa antes dos impostos antes do final de 2026.

    O diretor financeiro John Lawler disse que a Ford não divulgará mais os resultados financeiros por região, apenas por unidade de negócios, porque “é assim que estamos administrando a empresa agora”.

    Ele disse que a Ford fornecerá vendas trimestrais e anuais e participação de mercado para os cinco principais mercados globais da empresa, mas não fará mais relatórios por região.

    No ano passado, a montadora teve um prejuízo antes dos impostos de US$ 600 milhões na China, empatou na Europa e registrou um modesto lucro de US$ 400 milhões na América do Sul, com a maior parte de seu lucro antes dos impostos (Ebitda) de US$ 9,2 bilhões vindo da América do Norte.

    A empresa espera que seu negócio de veículos comerciais Ford Pro quase dobre o Ebitda este ano para US$ 6 bilhões, enquanto o negócio tradicional Ford Blue deve ter um aumento modesto para US$ 7 bilhões.

    Lawler reafirmou a meta da empresa de uma margem Ebitda ajustada de 10% até o final de 2026.

    Ele disse que a montadora terá capacidade global para fabricar 600 mil veículos elétricos até o final de 2023 e 2 milhões até o final de 2026 — “e pretendemos usar totalmente essa capacidade”.