Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fundos imobiliários: número de investidores dobra desde a pandemia e soma 2,2 milhões de brasileiros

    Baixo custo para entrada e menor volatilidade tornam opção mais atrativa, diz especialista

    Valor representa o dobro do número de investidores de FIIs no início da pandemia
    Valor representa o dobro do número de investidores de FIIs no início da pandemia Freepik

    Da CNN*

    São Paulo

    O número de brasileiros que investem em fundos de investimento imobiliários (FIIs) já ultrapassou a marca de 1% da população, segundo dados do Boletim Mensal de Fundos Imobiliários da B3, a bolsa brasileira.

    As estatísticas da companhia avaliam que mais de 2,19 milhões de pessoas físicas tinham dinheiro alocado nessa modalidade de investimento em junho deste ano, para uma população de 203 milhões de pessoas, conforme foi apurado pelo Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Segundo os dados da B3, esse valor representa quase o dobro do número de investidores de FIIs no início da pandemia.

    Em dezembro de 2020, esse produto de investimento contava com cerca de 1,1 milhão de cotistas.

    Juliana Freitas, head de Relações com Investidores da VBI Real Estate, explica que os FIIs são considerados “investimentos de entrada” para pessoas físicas na classe de investimentos alternativos devido ao baixo custo, com um aporte mínimo de R$ 10 por cota.

    Segundo a especialista, nos últimos anos, esses produtos ganharam popularidade por apresentar volatilidade menor em comparação a outras opções de renda variável, como ações ou câmbio.

    Em 2023, o Ifix, principal índice dos fundos imobiliários da B3, apresentou alta de 10,1%, ante 7,6% do Ibovespa, o indicador referência do mercado doméstico.

    Entre as vantagens, Freitas ressalta a possibilidade de investir em uma carteira diversificada com ativos de qualidade via gestão profissional.

    Ela também destaca que os fundos imobiliários permintem ao pequeno investidor uma renda passiva com o pagamento de rendimentos mensais isento de Imposto de Renda.

    Maiores fundos

    A partir dos dados da B3, o site Clube FII elencou os fundos com o maior número de investidores e um comparativo com o seu valor de mercado.

    O intuito é obter qual fundo possui o maior investimento médio por pessoa.

    Segundo o estudo, o fundo imobiliário com a maior quantidade de cotistas é o Maxi Renda, que possui 843 mil cotistas.

    O segundo colocado no estudo é o CSHG Logística, que possui 365 mil cotistas.

    Já o fundo que os investidores alocam a maior quantidade de dinheiro é o Kinea High Yield CRI, que possui um valor de mercado de mais de R$ 1,8 bilhão, com menos de 15 mil cotistas.

    Isso indica que cada investidor colocou uma média de R$ 121 mil no fundo.

    O Tordesilhas EI possui o menor investimento médio, com R$ 127 milhões alocados por 102 mil cotistas, representando um investimento médio de cerca de R$ 1,2 mil.

    Saiba também como funciona o investimento COE (Certificado de Operações Estruturadas).

    *Publicado por Iasmin Paiva