Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com alta de 12% no valor de mercado, Cemig é a empresa de energia que mais cresceu no último mês

    Entre os meses de março e abril, companhia teve ganho de mais de R$ 3 bilhões de valor de mercado

    Programa de investimentos da Cemig é R$ 35,6 bilhões
    Programa de investimentos da Cemig é R$ 35,6 bilhões Divulgação

    Diego Mendesda CNN

    São Paulo

    A Cemig — Companhia Energética de Minas Gerais — registrou uma alta de 12,23% no valor de mercado entre os dias 15 de março a 12 de abrir e lidera o ranking das empresas do índice de energia elétrica (IEEX) da bolsa de valores de São Paulo (B3).

    Um levantamento elaborado por Einar Rivero, sócio fundador da Elos Ayta Consultoria, mostra que a valorização das ações da empresa também foi a que mais subiu, alcançando uma alta de 14%.

    Na lista das empresas de energia, a Cemig está no topo com maior percentual da valorização da ação e da valorização do valor de mercado. Em seguida vem ISA CTEEP (Tran Paulist), CPFL Energia e Engie Brasil.

    A Eletrobras ficou em último lugar, com a ação desvalorizando 9,26% e o valor de mercado da empresa caindo R$ 8,8 bilhões no mesmo período.

    “A ação preferencial da Cemig (CMIG4) registrou o melhor desempenho entre as ações do IEEX da B3 no período de 15 de março até 12 de abril, com uma valorização de 14,02%. Isso resultou em um aumento de R$ 3,2 bilhões no valor de mercado da empresa, superando o valor de mercado da Ampla Energia, que atingiu R$ 3 bilhões em 12 de abril”, explica Einar Rivero.

    Destaque no índice

    O presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho, disse à CNN que vê com positividade esse crescimento da empresa e atribui os resultados ao trabalho de toda a companhia.

    “Estamos hoje realizando um trabalho que representa o maior programa de investimentos da história da CEMIG. A gente tem eficiência operacional, a empresa está dento de todos os indicadores regulatórios e uma locação de capital focada nos negócios que nós conhecemos com recorde de investimentos”, destaca.

    Passanezi Filho explica ainda que o programa de investimentos da Cemig é de R$ 35,6 bilhões — o maior programa de investimentos da história da empresa.

    “Só para você ter a ideia, em 2018, nós investimos R$ 950 milhões. NO ano passado, investimos R$ 4,8 bilhões. Para esse ano agora, temos uma previsão de investimento superior a R$ 6 bilhões. Deste investimento, a maior parte, é concentrada nos negócios que nós conhecemos, sobretudo em distribuição de energia elétrica”, aponta.

    O executiva pontua que, em distribuição de energia elétrica, a Cemig está com programas de expansão, citando o “Mais Energia”, onde serão entregues 200 novas subestações em relação a um estoque anterior, que era de 414 — ou seja, uma alta de 50%.

    “O outro programa estrela é o Minas Trifásico. Nós estamos trabalhando para investir e construir mais 30.000 km de rede trifásica ao invés da rede monofásica. Tudo isso em benefício do consumidor. Tendo mais subestação e uma rede trifásica, o consumidor mineiro terá a certeza de ter uma energia de mais qualidade”, acrescenta.