Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estatais perdem mais de R$ 100 bilhões em valor de mercado desde eleição de Lula

    Petrobras é a empresa que mais teve queda no período, com perda de valor de mercado de R$ 81 bilhões; Eletrobras e Banco do Brasil seguem atrás com cerca de R$ 7 bilhões de perdas cada

    Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business Em São Paulo

    Desde o fim do segundo turno das eleições, que determinou a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência, as empresas estatais listadas na bolsa perderam R$ 101,258 bilhões em valor de mercado, de acordo com um levantamento da TradeMap feito a pedido do CNN Brasil Business.

    Entre o total perdido no período, R$ 21,710 bilhões ocorreram somente nesta quinta-feira (10), quando o Ibovespa fechou em baixa de 3,35%, aos 109.775,46 pontos, a maior queda desde setembro de 2021.

    Na ocasião, o principal índice da bolsa de valores chegou a perder R$ 156,269 bilhões em valor de mercado, depois que um discurso do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva criticando políticas de controle fiscal fez as ações desabarem.

    A Petrobras é a empresa que concentra a maior fatia das perdas no período, com queda de valor de mercado de R$ 81,456 bilhões desde o dia 28 de outubro, data do último pregão antes do segundo turno. Ela é seguida por Eletrobras e Banco do Brasil, que perderam R$ 7,638 bilhões e R$ 7,105 bilhões, respectivamente.

    A Eletrobras tinha variação positiva desde o término das eleições até ontem, quando chegou a perder R$ 7,942 bilhões em valor de mercado, em meio ao mau-humor dos agentes financeiros.

    Já a Sabesp, estatal paulista de saneamento, fechou o dia anterior com perda de valor de mercado de R$ 1,545 bilhão, que contribuiu para a baixa total no valor de R$ 2,816 bilhões desde o fim do pleito presidencial.