Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lucro líquido da Starbucks sobe 5% no 1º tri fiscal, para US$ 855 milhões

    Já em receita, gigante do café registrou US$ 8,71 bilhões

    Starbucks, empresa dos EUA com maior rede de cafeterias do mundo
    Starbucks, empresa dos EUA com maior rede de cafeterias do mundo Henry Nicholls/Reuters

    Dow Jones Newswires, do Estadão Conteúdo

    A Starbucks obteve lucro líquido de US$ 855 milhões no seu primeiro trimestre fiscal, encerrado em 1º de janeiro, o que representou aumento de 5% ante o total de US$ 816 milhões em igual período do ano passado.

    A empresa disse, na quinta-feira (2) depois do fechamento do mercado, ter gerado receita recorde no trimestre, embora os custos mais altos tenham prejudicado seu resultado.

    A Starbucks divulgou lucro por ação ajustado para itens não recorrentes de US$ 0,75, abaixo da expectativa dos analistas ouvidos pela FactSet de US$ 0,77.

    A gigante do café registrou US$ 8,71 bilhões em receita, aumento de 8% em relação a igual período do ano fiscal anterior mas levemente abaixo das expectativas de analistas, de US$ 8,79 bilhões. A Starbucks disse que os efeitos de flutuações cambiais reduziram a receita em torno de 3%.

    As vendas mesmas lojas globalmente aumentaram 5% na comparação anual. No mercado chinês, as vendas mesmas lojas caíram 29% na comparação com igual trimestre do ano fiscal anterior.

    Nos EUA, as vendas mesmas lojas em pontos operados pela companhia abertos nos últimos 13 meses subiram 10%.

    Os aumentos de preços no mercado norte-americano da empresa ajudaram a compensar os custos mais altos da cadeia de suprimentos, ingredientes e mão de obra durante o trimestre, disse a Starbucks.

    “Publicamos os fortes resultados de hoje (quinta), apesar dos ambientes desafiadores de consumo global e inflacionários, um trimestre fraco para o varejo em geral e os ventos contrários sem precedentes relacionados à covid que se desenrolaram na China”, disse o presidente-executivo interino, Howard Schultz, em comunicado.