Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Jean Paul Prates é eleito presidente e conselheiro da Petrobras

    Indicado por Lula, Prates renunciou cargo no Senado para assumir a presidência da estatal; ele substituirá o diretor João Rittershaussen, que estava como interino no cargo

    Pedro Duranda CNN

    no Rio de Janeiro

    O Conselho de Administração da Petrobras acaba de eleger por unanimidade o agora ex-senador Jean Paul Prates (PT) para assumir uma cadeira no colegiado e se tornar o novo presidente da companhia. A confirmação à CNN veio por meio de fontes presentes na reunião.

    A aprovação já era esperada, tanto que Prates tinha sido convidado para participar da reunião presencialmente na sede da Petrobras pelo presidente do Conselho, Gileno Barreto.

    A oficialização do nome de Prates vem exatas duas semanas depois de sua indicação formal ao cargo para o Ministério de Minas e Energia. Para ocupar a função, ele renunciou à cadeira de senador pelo Rio Grande do Norte uma semana antes do fim do mandato.

    Essa tinha sido uma das determinações do departamento de compliance da Petrobras, que ainda recomendou o afastamento de Prates de empresas privadas, o que também foi feito.

    Membro da equipe de transição que cuidou dos assuntos relacionados com a área de Minas e Energia, Prates despontava como favorito para o cargo desde a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas últimas eleições.

    Aos 54 anos, Prates se formou em Direito na UERJ e Economia na PUC/RJ. Nos Estados Unidos, fez mestrado em Planejamento Energético e Gestão Ambiental pela Universidade da Pennsylvania. Já na França, concluiu seu segundo mestrado, em Economia de Petróleo, Gás e Motores, pelo Instituto Francês do Petróleo.

    Ao longo da carreira, o carioca erradicado no Rio Grande do Norte sempre trabalhou na área de energia, tanto no setor público quanto no privado. Mudou-se para Natal em 2005, foi secretário de estado nessa área e, ao ver Fátima Bezerra (PT) eleita governadora, o então suplente assumiu a cadeira no Senado.