Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    J&F compra Fluxus e marca entrada no setor de óleo e gás na América Latina

    Holding já opera em áreas de celulose, energia, serviços financeiros, mineração, entre outros

    Operação foi anunciada simultaneamente com a compra pela Fluxus de seus primeiros ativos operacionais vendidos pela Pluspetrol na Argentina
    Operação foi anunciada simultaneamente com a compra pela Fluxus de seus primeiros ativos operacionais vendidos pela Pluspetrol na Argentina . REUTERS/Stringer/Archivo

    Reuters

    São Paulo

    O grupo J&F, holding da família Batista controladora da gigante do setor de alimentos JBS, comprou a companhia de energia Fluxus, marcando sua entrada no setor de petróleo e gás na América Latina, informou a companhia em comunicado nesta sexta-feira (1º).

    A operação foi anunciada simultaneamente com a compra pela Fluxus de seus primeiros ativos operacionais vendidos pela Pluspetrol na Argentina, informou a J&F.

    A Fluxus adquiriu a integralidade dos Blocos 1, Bloco 2 e Bloco Centro do campo de Centenário, na província de Neuquén, e de 33% do campo de Ramos, na província de Salta, ambos operados pela Pluspetrol.

    Somadas, as duas operações na Argentina possuem produção diária atual de 9.325 barris equivalentes de óleo para a participação da Fluxus, sendo 1,3 milhão de metros cúbicos de gás e 1.365 barris de petróleo por dia.

    O fechamento da operação com a Pluspetrol está previsto para 2024 e está sujeito a condições precedentes administrativas e habituais para o tipo de contrato.

    “Depois deste primeiro negócio na Argentina, estamos analisando investimentos no Brasil, na Bolívia e na Venezuela, entre outros países”, disse Ricardo Savini, CEO da Fluxus, em comunicado.

    A Fluxus foi fundada por Savini, ex-CEO da 3R Petroleum , juntamente com os especialistas Jorge Lorenzón e Vitor Abreu. Os três vão permanecer na gestão da companhia.

    Os executivos acumulam décadas de experiência no setor, com experiências em empresas como Petrobras, ExxonMobil, Pérez Companc e YPF, disse a J&F.

    A J&F já opera em áreas como celulose, com a Eldorado Brasil; energia, com a Âmbar; serviços financeiros, com o Picpay; e mineração, com a J&F Mineração, entre outras.

    Em outubro, a empresa anunciou que investirá mais de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5 bilhões) em ativos de mineração comprados pela Vale.

    Veja mais: Brasil deve ingressar na Opep+ como observador, diz Prates