Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Levantamento mostra as ações que mais valorizaram ao longo de 2021; confira

    Avanço da vacinação contribuiu para empresas que garantiram maior liquidez no caixa

    Especialistas apontaram que as companhias protagonizaram o destaque porque possuem clientes no exterior
    Especialistas apontaram que as companhias protagonizaram o destaque porque possuem clientes no exterior Amanda Perobelli/Reuters/Arte/CNN

    Artur Nicocelido CNN Brasil Business*

    São Paulo

    O avanço da vacinação pelo mundo deu um respiro para o mercado financeiro em 2021, ampliando a demanda, melhorando a oferta e garantindo maior liquidez no caixa das companhias.

    Um levantamento realizado por Einar Rivero, da Economatica, a pedido do CNN Brasil Business, mostra que Braskem, Embraer e JBS foram as ações que mais valorizaram em 2021.

    Especialistas apontaram que as companhias protagonizaram o destaque porque possuem clientes no exterior. Além disso, o preço do produto final de cada uma delas se valorizou neste ano.

    Veja o que dizem os especialistas:

    Braskem

    A Braskem conquistou o posto de ativo com melhor valorização em 2021, segundo o levantamento da Economatica. Analistas do Banco Safra acreditam que o desempenho está relacionado com o fato de a companhia tem uma boa geração de caixa e um potencial para pagar dividendos atrativos.

    Também foram destaque os spreads petroquímicos que atingiram seu pico ao longo de 2021, mas caíram nos últimos meses. Mesmo assim, a Braskem conseguiu manter suas operações e alavancar seus resultados.

    E o mercado também aceitou a associação da companhia com o Grupo Idesa, uma das principais petroquímicas mexicanas. “A Braskem compõe um dos portfólios mais completos do mercado”, declararam analistas do banco.

    Embraer

    A Embraer fez parte de um grupo de companhias aéreas que tiveram um impacto forte ao longo de 2020, por conta do coronavírus. Tanto que os papéis da companhia foram um dos primeiros a despencar na bolsa.

    Contudo, o avanço na vacinação trouxe uma retomada no setor. “Quando vemos o terceiro trimestre da companhia, a Embraer demonstrou que conseguiu se recuperar da crise financeira dos últimos anos, tendo pela primeira vez, em mais de uma década, o fluxo de caixa positivo”, declarou Ilan Arbetman, analista de Research da Ativa Investimentos.

    E, no segundo trimestre, a Embraer apresentou lucro líquido ajustado de R$ 212,8 milhões, esse foi o primeiro lucro líquido ajustado da companhia desde primeiro trimestre de 2018.

    Esses resultados ocorreram pela forte demanda de jatos, sendo que a carteira de pedidos neste ano está acima dos 80%. Além de a companhia já testar uma rota para o eVTOL, chamado de carros voadores.

    De todo modo, Arbetman destaca que carro voador é um mercado endereçável para 2025 e 2026. “Em questões regulatórias isso pode demorar, mas o movimento de pedidos está sendo feito desde já”.

    JBS e Marfrig

    As companhias conseguiram os postos de terceiro e quarto lugar dentre as maiores variações do ano por conta do alívio deixado pelas campanhas de vacinação ao redor do mundo.

    “Com os países imunizando seus habitantes, grandes consumidores de carne voltaram a operar. Tanto que, em um certo momento, houve uma demanda maior do que a oferta”, afirma Sérgio Berruezo, analista de Research da Ativa Investimentos. “E, dessa forma, ambas as companhias conseguiram repassar seus produtos com um preço elevado”.

    A arroba do boi também impulsionou as operações das companhias. “O custo do animal não ficou caro ao longo do ano, o que favoreceu a JBS e a Marfrig na hora de comprar e revender pelo preço mais caro”, explicou Berruezo. Esse é o principal custo das companhias.

    E pelas companhias terem cerca de 70% da produção nos Estados Unidos e o balanço financeiro ser feito em real, a alta do dólar impulsionou o caixa, dando oportunidade para que elas realizarem aquisições ao longo de 2021.

    As empresas também fizeram aquisições neste ano. Em novembro, a JBS anunciou a compra da BioTech Foods, empresa espanhola especializada em proteína cultivada, por exemplo, e a Marfrig adquiriu, em junho, o total de 31,6% das ações da companhia de alimentos BRF, tornando a Marfrig controladora da empresa.

    PetroRio

    Para Arbetman, a PetroRio mostrou resiliência ao longo deste ano, o que puxou os papéis e resultou no posto de quinta ação com melhor variação no levantamento do Economatica.

    No começo da pandemia, a companhia teve que executar uma estratégia de sobrevivência, em vez de pensar em expansão. Contudo, com o avanço da vacinação e a recuperação no setor, a demanda por fósseis cresceu e a PetroRio conseguiu se recuperar da turbulência deixada pela Covid-19.

    “Outro ponto de destaque é que muitas petrolíferas estão focadas em migrar suas operações para energias renováveis, o que reduz a oferta, abrindo um maior mercado para a PetroRio e, consequentemente, subindo o preço dos petróleos”, diz Arbetman. “Eu vejo ao longo da próxima década um crescimento no custo da commodity por conta de um descasamento de oferta”.

    Por fim, a companhia realizou operações que ampliaram seu portfólio já consolidado pelo mercado. Em junho, a ANP (Agência Nacional de Petróleo) aprovou a cessão das participações da PetroRio nos blocos BM-C-30 (Wahoo) e BM-C-32 (Itaipu), localizados no pré-sal.

    “Antigamente, a PetroRio tinha uma operação extremamente previsível, com custo sólido. Ao entrar no pré-sal, a companhia provavelmente será potencializada e terá uma maior demanda de entregas”, diz o analista.

    *Com Reuters e Agência Brasil