Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula se reúne com empresa de energia chinesa que deve participar de leilões no Brasil

    Presidente da República se encontrou com dirigente da empresa de energia elétrica State Grid, Zhang Zhigang, para discutir o assunto

    Altamiro Silva Junior, enviado especial, do Estadão Conteúdo

    Em seu primeiro compromisso do dia, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, reuniu-se em Pequim, na China, nesta sexta-feira (14) com o presidente da empresa de energia elétrica State Grid, Zhang Zhigang.

    Lula reforçou a importância dos investimentos chineses no Brasil, e a expectativa é de que a companhia participe de leilões previstos para este ano no País.

    O Brasil deve realizar leilões de transmissão que podem somar R$ 50 bilhões em 2023. O primeiro deles deve ser em junho, e a chinesa pode ser uma das interessadas.

    A State Grid controla a CPFL no Brasil, além de 19 concessionárias e linhas de transmissão em 14 estados. Na China, a State Grid está presente em 88% do território do país e presta serviços para mais de 1 bilhão de pessoas.

    Na reunião com Zhang, Lula ressaltou ainda o foco do governo brasileiro em investimentos em energias renováveis e na ampliação da rede de transmissão, integrando projetos de geração éolica e solar com a rede convencional.

    “Nós não queremos ser vendedores de empresas. Nós queremos construir, com parcerias, as coisas que precisam ser feitas no Brasil”, afirmou Lula ao executivo chinês, segundo um comunicado oficial.

    O encontro também contou com ministros e governadores que integram a comitiva brasileira.