Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula sugere a Alckmin programa de descontos para eletrodomésticos: “Se tá caro, vamos baratear”

    Fala do presidente vem na esteira do programa do governo federal que ofereceu incentivo para venda de carros de entrada, encerrado no início deste mês

    Léo Lopesda CNN

    em São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sugeriu ao vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), nesta quarta-feira (12), a criação de um programa do governo federal para oferecer desconto nos preços de eletrodomésticos vendidos no país.

    “Falei pro Alckmin: que tal gente fazer uma aberturazinha para linha branca outra vez? Facilitar a compra de geladeira, televisão, máquina de lavar roupa. As pessoas de quando em quando precisam trocar seus utensílios domésticos. Quando a geladeira velha tá batendo, não tá gelando a cerveja bem, e tá gastando muita energia, você tem que trocar”, disse Lula em evento no Palácio do Planalto.

    “E, se está caro, vamos baratear, tentar encontrar um jeito”, acrescentou.

    Se dirigindo à ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet (MDB), e ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, o presidente acrescentou brincando: “Abre a mão um pouquinho pra gente poder facilitar a vida desse povo que quer ter acesso às coisas.”

    Durante o segundo mandato de Lula, em abril de 2009, o Ministério da Fazenda anunciou a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para geladeira, fogão e máquina de lavar roupa. Inicialmente previsto por três meses, o programa durou até o final de janeiro de 2010.

    A fala de Lula vem na esteira do programa do governo federal que ofereceu incentivo para venda carros de entrada, encerrado no início deste mês. De acordo com Alckmin, a estimativa é de que 125 mil veículos tenham sido comercializados. 

    “Nós fizemos uma coisinha pequena, reduziu um pouquinho lá o preço dos carros. O que aconteceu? A gente vendeu mais carros do que teve capacidade de produzir no período”, comentou Lula nesta quarta.

    A fala do presidente aconteceu em uma cerimônia, no Palácio do Planalto, em Brasília, de entrega da Ordem Nacional do Mérito Científico a entidades e pesquisadores. O evento também marcou a retomada do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT).

    “Órgão de assessoramento do Presidente da República, o CCT é o principal fórum de debate com a comunidade científica, a sociedade e o setor produtivo sobre a Política Nacional de Ciência e Tecnologia. A última reunião ocorreu em 1º de agosto de 2018”, informou o Planalto, em nota.