Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ações da China recuam sob peso de fabricantes de veículos a nova energia

    O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,89% nesta quarta-feira (2)

    Telão em Xangai mostra flutuação dos mercados acionários
    Telão em Xangai mostra flutuação dos mercados acionários 09/11/2020REUTERS/Aly Song

    da Reuters

    As ações da China fecharam em baixa nesta quarta-feira (2), com as fabricantes de veículos a nova energia liderando as perdas conforme os investidores descartam ações com valorizações maiores.

    Preocupações com o impacto de sanções agressivas contra a Rússia também pesaram no sentimento.

    O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,89%, enquanto o índice de Xangai teve perda de 0,13%.

    Liderando as perdas, o setor de veículos a nova energia recuou 2,09% e o índice de Indústria do CSI300 caiu 1,17%.

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, proibiu voos russos de usarem o espaço aéreo norte-americano em seu discurso Estado da União na terça-feira (1), no qual também disse que o líder russo, Vladimir Putin, “pagará um preço alto no longo prazo” pela invasão da Ucrânia.

    • Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 1,68%, a 26.393 pontos.
    • Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,84%, a 22.343 pontos.
    • Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,13%, a 3.484 pontos.
    • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,89%, a 4.578 pontos.
    • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,16%, a 2.703 pontos.
    • Em Taiwan, o índice Taiex registrou baixa de 0,17%, a 17.867 pontos.
    • Em Cingapura, o índice Straits Times desvalorizou-se 1,04%, a 3.244 pontos.
    • Em Sydney o índice S&P/ASX 200 avançou 0,28%, a 7.116 pontos.