Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ANTT avança em concessão de mais dois lotes de rodovias no Paraná

    Trechos somam mais de 1,2 mil quilômetros de extensão e vão receber R$ 35 bilhões em investimentos privados

    Corredores rodoviários envolvem diversas estradas federais e estaduais no estado do Paraná
    Corredores rodoviários envolvem diversas estradas federais e estaduais no estado do Paraná José Cruz/ Agência Brasil

    Daniel Rittnerda CNN

    Brasília

    A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) enviou ao Tribunal de Contas de União (TCU), nesta semana, os estudos e documentos atualizados para a concessão dos lotes 3 e 6 das Rodovias do Paraná. A expectativa é que os leilões ocorram no segundo semestre de 2024.

    Esses corredores rodoviários envolvem diversas estradas federais e estaduais, ligando Curitiba, o Porto de Paranaguá e os Campos Gerais às regiões norte e oeste do estado.

    Os dois trechos somam mais de 1,2 mil quilômetros de extensão e vão receber R$ 35 bilhões em investimentos privados. Os contratos terão duração de 30 anos. Estão previstos quase 600 quilômetros de duplicação e a implantação de diversos contornos.

    A documentação foi encaminhada na terça-feira (16). Agora, a área técnica do TCU precisa analisar os estudos. Se necessário, a ANTT ainda deverá fazer ajustes para a publicação dos editais.

    No Lote 3, está prevista a implantação de 71,7 quilômetros de contornos e a duplicação de 116 quilômetros de pistas. No Lote 6, são planejados 13,7 quilômetros de contornos e 445,4 quilômetros de duplicações.

    Atualmente, as rodovias não têm uma concessionária responsável na área, uma vez que as concessões foram encerradas pelo estado em novembro de 2021. O objetivo com as novas concessões é revitalizar a manutenção e conservação dos trechos a serem leiloados.

    No ano passado, o Ministério dos Transportes conseguiu leiloar dois lotes das Rodovias do Paraná. Ao todo, são seis trechos.