Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BYD anuncia centro de pesquisa e desenvolvimento em Salvador para criação de motor híbrido flex

    Com investimentos previstos para a Bahia, montadora prometeu lançar complexo fabril em outubro

    BYD Dolphin, 100% elétrico, será um dos carros produzidos no complexo na Bahia
    BYD Dolphin, 100% elétrico, será um dos carros produzidos no complexo na Bahia Divulgação

    Diego Mendesda CNN São Paulo

    A montadora chinesa BYD revelou a intenção de criar um centro de pesquisa e desenvolvimento em Salvador (BA), como parte do projeto iniciado no estado.

    O anúncio foi feito nos últimos dias pelo CEO da empresa no Brasil, Tyler Li, que contou também com a presença do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues.

    De acordo com a empresa, um dos principais objetivos do time de desenvolvimento no Brasil será desenvolver uma tecnologia de um motor híbrido flex, visando o uso de etanol em conjunto com a propulsão elétrica.

    Segundo Li, a BYD trará essa tecnologia ao país com foco em auxiliar no processo de reindustrialização e reinvenção da indústria automotiva brasileira.

     

    Ainda de acordo com o CEO, a empresa pretende trazer um time de engenheiros para o Brasil porque entende que o etanol também é um combustível de energia limpa.

    “Criaremos um centro de pesquisa e desenvolvimento em Salvador para avançar com essa tecnologia trazendo o know-how e treinamentos para transformar também a capital baiana no Vale do Silício brasileiro”, ressaltou o CEO.  

    Foi divulgado também que, em outubro, o presidente global da BYD, Wang Chuanfu estará presente na Bahia para o evento de lançamento da “pedra fundamental” que marcará o início das obras do complexo de Camaçari, à 50 quilômetros de Salvador.

    Em julho, a empresa divulgou investimento de R$ 3 bilhões na unidade, que antes era ocupada pela Ford.

    A linha de montagem será inspirada na unidade fabril de Changzhou, na China, e a montadora quer levar ao país pelo menos 100 brasileiros para aprender todos os processos produtivos.

    O início das atividades na unidade está previsto para o fim de 2024 ou início 2025.

    Com a capacidade estimada para entregar 150 mil unidades por ano, a BYD produzirá os modelos BYD Dolphin, 100% elétrico, e o BYD Song Plus.

    O complexo agregará também outras duas fábricas: uma de chassis de ônibus e caminhões elétricos para abastecimento do norte e nordeste do país, e outra para beneficiamento e exportação de lítio e ferro fosfato, matérias-primas destinadas à produção de baterias.

    Recentemente, este espaço voltou para a administração do governo da Bahia, com uma contrapartida de ressarcimento à montadora americana pelos investimentos feitos no complexo.

    Veja também: CEO da BYD detalha expansão de investimentos no Brasil