Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Canal para denúncias de telemarketing abusivo atende 26 mil pessoas em 100 dias

    92% das vítimas não têm relação com empresas denunciadas

    99% dos denunciantes declararam não haver concedido permissão para a empresa oferecer produtos e serviços via telefone
    99% dos denunciantes declararam não haver concedido permissão para a empresa oferecer produtos e serviços via telefone Tânia Rêgo/Agência Brasil

    Agência Brasil

    O canal para denúncias de telemarketing abusivo, em 100 dias de funcionamento, registrou 26.674 mil atendimentos de pessoas incomodadas por esse tipo de serviço. Criada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), a plataforma visa atender queixas das pessoas que não autorizaram empresas a ligar para suas casas, oferecendo produtos ou serviços.

    Do total das denunciantes, 92% afirmaram não ter relação com as empresas, ou seja, não contrataram nenhum serviço. Além disso, 99% declararam não haver concedido permissão para a empresa oferecer produtos e serviços via telefone.

    Segundo a Senacon, o canal é de amplitude nacional e Minas Gerais é o estado que apresenta maior número de denúncias: 8.800. Em seguida, aparecem São Paulo e Rio de Janeiro, com 6,3 mil e 1,1 mil, respectivamente. Bancos e operadoras de celular e TV por assinatura lideram as denúncias.

    Atenda, identifique e denuncie

    Para denunciar, o consumidor deve preencher o formulário eletrônico com a data e o número de origem da chamada com DDD (se houver), o nome do telemarketing ou qual empresa ele representa e se foi dada a permissão para oferta de produtos e serviços.

    As denúncias serão investigadas pela Senacon e encaminhadas aos Procons para análise e eventual abertura de processo administrativo pela prática abusiva.