Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Centrais sindicais cobram fiscalização de empresas beneficiadas por desoneração

    A medida de renúncia fiscal na folha de pagamento de empresas foi renovada pelo governo, em anúncio do presidente Jair Bolsonaro, nesta semana

    Volta da contribuição sindical divide especialistas
    Volta da contribuição sindical divide especialistas Agência Câmara

    Basília Rodrigues

    O anúncio de renovação da desoneração de impostos dos setores que mais empregam no Brasil exige fiscalização, na avaliação de centrais sindicais, para que o compromisso de não demitir trabalhadores seja cumprido.

    O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, afirmou à CNN nesta sexta-feira que os sindicatos estão mobilizados.

    “Cada sindicato em sua base estará atento aos procedimentos dos empresários. Esta é a orientação das centrais sindicais”, explicou.

    A medida de renúncia fiscal foi renovada pelo governo, em anúncio do presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta.

    O compromisso de não demitir é declarado, mas não previsto em acordo formal, fica afiançado que os setores beneficiados não demitam, ainda que não exista uma formalização contratual disso.