Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    China adotará políticas para estabilizar economia o mais rápido possível

    BC chinês vê "pressão tripla" na economia do país

    Pedestres caminham em frente a bandeira da China, em Pequim
    Pedestres caminham em frente a bandeira da China, em Pequim 03/03/2022REUTERS/Tingshu Wang

    Ellen Zhang e Ryan Wooda ReutersAndré Marinhodo Estadão Conteúdo da Reuters

    A China adotará políticas para estabilizar a economia o mais rápido possível já que a pressão negativa aumentou, de acordo com reunião do gabinete citada pela mídia estatal CCTV nesta quarta-feira.

    O país já avaliou as mudanças dos ambientes doméstico e externo quando elaborou as políticas macroeconômicas para este ano, mas fará preparativos para possíveis incertezas maiores na economia, de acordo com a reunião do Conselho de Estado presidida pelo primeiro-ministro, Li Keqiang.

    A segunda maior economia do mundo está enfrentando o pior ressurgimento de casos de Covid-19 desde o início de 2020.

    A China evitará adotar medidas que não levem à estabilização das expectativas de mercado, e acelerará a emissão do restante dos bônus governamentais especiais.

    Banco Central chinês

    A economia chinesa enfrenta “pressão tripla” de redução da demanda, choques de oferta e enfraquecimento das expectativas, avaliou o Banco do Povo da China (PBoC) em reunião de encerramento do primeiro trimestre, de acordo com comunicado divulgado nesta quarta-feira.

    A autoridade monetária reforçou importância de fornecer apoio à economia real e estabilizar o mercado macroeconômico.

    O PBoC se comprometeu a trabalhar para manter uma “liquidez razoável” e a aumentar a flexibilidade da taxa de câmbio.