Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    China enxerga intensificação de guerra de preços de carros elétricos devido ao excesso de oferta

    Comissão do país prevê 150 carros novos, aumentando a concorrência

    A queda dos custos das baterias e as economias de escala serão as outras duas principais razões para os cortes de preços
    A queda dos custos das baterias e as economias de escala serão as outras duas principais razões para os cortes de preços Pexels

    Reuters

    O planejador estatal da China espera uma intensificação da guerra de preços entre as montadoras de carros eletrificados do país neste ano, devido ao excesso de oferta, entre outras questões, disse o órgão governamental em um comunicado nesta segunda-feira (22).

    A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) da China espera que mais de 110 modelos de veículos de “energia nova”, em um total de 150 carros novos, sejam lançados este ano, intensificando a concorrência.

    A NDRC também estimou que a demanda do mercado por novos veículos eletrificados e novas tecnologias de propulsão, incluindo elétricos e híbridos plug-in, crescerá 2,1 milhões de unidades este ano, mas as montadoras BYD, Aito e Li Auto, as três principais marcas, planejam aumentar as entregas em 2,3 milhões de unidades em 2024, sinalizando excesso de oferta.

    A queda dos custos das baterias e as economias de escala serão as outras duas principais razões para os cortes de preços, que variarão de 5% a 10% este ano na cidade de Shenzhen, no sul do país, uma metrópole com alta adoção de carros elétricos, disse a NDRC.

    Os carros da BYD e da Denza têm liderado os cortes de preços, com reduções de 7,15% a 9,7% nos valores de cinco modelos em abril, em comparação com o início do ano, de acordo com a NDRC.

    A Li Auto reduziu preços de quatro de seus modelos, seguindo os movimentos de Tesla e BYD.