Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Desafios no Brasil não diferem dos de outros países, diz CEO da Volvo sobre elétricos

    Mercado de carros elétricos vem se destacando no país, diz presidente da Volvo Cars para a América Latina, Luis Rezende, à CNN, seguindo tendências do setor na Europa e nos Estados Unidos

    CNN

    Ações ligadas à sigla ESG (governança ambiental, social e corporativa, em português) ganham força nas empresas que se comprometem com metas de sustentabilidade.

    No Brasil, por exemplo, o mercado de carros elétricos vem se destacando, seguindo as tendências do setor na Europa e Estados Unidos.

    Em entrevista à âncora da CNN Roberta Russo, o presidente da Volvo Cars para a América Latina, Luis Rezende, fala sobre o compromisso da empresa de ter toda a frota somente com carros elétricos até 2030 e em investir em estrutura para atender esse mercado no país.

    “Até 2030, a Volto vai fabricar apenas carros elétricos, até 2025, queremos vender 50% do portfólio elétrico e é interessante como isso se desenvolve para a América Latina e, especialmente, para o Brasil”.

    Segundo o executivo, no Brasil, a Volvo decidiu vender, já neste ano, somente carros eletrificados: “ 50% das vendas aqui já são de carros elétricos e outros 50%, de carros plugin”, diz.

    Sobre as dificuldades de avançar neste mercado no país, Rezende diz que não são diferentes das encontradas em outros locais, com destaque para obstáculos de infraestrutura.

    “Por isso, decidimos fazer investimento aqui em infraestrutura, porque entendemos que o governo tem outras prioridades, como educação, segurança,  ao invés de colocar carregadores públicos para clientes de carro elétrico”.

    Rezende destaca que a Volvo já instalou 1.000 pontos no país, em shoppings, supermercados, e está investindo em carregadores ultrarrápidos nas estradas, onde já há quatro disponíveis e previsão de mais 13 até o fim do ano.

    Veja a entrevista completa no vídeo.

    *Publicado por Ligia Tuon