Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dívida pública federal aumenta 2,25% em fevereiro e alcança R$6,59 tri, diz Tesouro

    Valor foi puxado pela emissão líquida e pela apropriação positiva de juros

    No período, a dívida pública mobiliária federal interna somou R$ 6,319 trilhões
    No período, a dívida pública mobiliária federal interna somou R$ 6,319 trilhões 15/10/2010 - REUTERS/Bruno Domingos

    da Reuters

    A dívida pública federal subiu 2,25% em fevereiro ante janeiro, para R$ 6,595 trilhões, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira.

    No período, a dívida pública mobiliária federal interna somou R$ 6,319 trilhões, com alta de 2,32%, enquanto a dívida pública federal externa atingiu R$ 276,1 bilhões, com elevação de 0,84%.

     

     

    Conforme o Tesouro, do total da dívida pública federal no final de fevereiro, 23,14% correspondiam a títulos prefixados, 29,77% a títulos vinculados a índices de preços, 42,64% a papéis com taxas flutuantes e 4,44% a papéis cambiais.

    Em fevereiro, o aumento de 2,25% deveu-se, conforme o Tesouro, “à emissão líquida, no valor de R$ 90,21 bilhões, e pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 55,22 bilhões”.

    O órgão informou ainda que a reserva de liquidez da dívida pública — uma espécie de “colchão” para o pagamento dos compromissos — subiu 8,84% em termos nominais em fevereiro, para R$ 885,1 bilhões. Na comparação com fevereiro de 2023, porém, a reserva de liquidez recuou 11,10%.