Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Emissões de notas fiscais em várias partes do país são afetadas por chuvas no RS

    Data center do estado foi desligado após o prédio do Procergs ser inundado pelas fortes chuvas que atingem o estado gaúcho

    Imagem de drone mostra barcos com voluntários em busca de pessoas isoladas em casas no bairro inundado de Mathias Velho, em Canoas, Rio Grande do Sul
    Imagem de drone mostra barcos com voluntários em busca de pessoas isoladas em casas no bairro inundado de Mathias Velho, em Canoas, Rio Grande do Sul 05/05/2024REUTERS/Amanda Perobelli

    Clayton Freitas, do Estadão Conteúdo

    A emissão de notas fiscais em várias partes do país está passando por instabilidade devido ao desligamento de equipamentos da Secretaria Estadual da Fazenda do Rio Grande do Sul (Sefaz-RS) e do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Rio Grande do Sul, o Procergs.

    O data center do estado foi desligado após o prédio do Procergs ser inundado pelas fortes chuvas que atingem o estado gaúcho.

    Além de processar os documentos fiscais do Rio Grande do Sul, o serviço virtual da Sefaz-RS atende ao sistema de Nota Fiscal de outros 15 Estados brasileiros: Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

    Para tentar contornar o problema, a operação para autorização dos documentos foi transferida para o ambiente tecnológico da nuvem. A Sefaz-RS recomenda às empresas que encontrarem dificuldades que verifiquem se não possuem configuração em seu ambiente que limite a comunicação de internet aos endereços IP dos data centers, como, por exemplo, uma regra em firewall que restrinja a comunicação.

    A pasta recomenda ainda ajustar configurações de rede, internet e proxy. O acesso não deve ser feito pelos endereços IPs (Internet Protocol) mas sim diretamente nos domínios sefaszrs.rs.gov.br e svrs.rs.gov.br.

    Em nota, a secretaria informou que a emissão de guias para pagamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) está indisponível por meio de sistemas da Receita Estadual. Para isso, deve ser usada a Guia Nacional de Recolhimento de Tributos (GNRE), que pode ser acessada por meio deste link. A pasta recomenda às empresas a continuar a fazer o recolhimento dos impostos.

    Além do site, o Emissor de Nota Fiscal Avulsa Eletrônica e o aplicativo Nota Fiscal Fácil também estão fora do ar. A recomendação aos usuários é para que sejam utilizados outros programas emissores disponíveis, como, por exemplo, o do Sebrae-RS.

    Além de processar os documentos fiscais dos Estados, o sistema do Sefaz-RS é utilizado para consulta de cadastro pelos Estados do Acre, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Paraíba e Santa Catarina. O sistema também opera contingência para o Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco e Paraná.

    Prevenção

    Os equipamentos que operam esse sistema estão no prédio da Procergs, que foi inundado pelas fortes chuvas. Por precaução, todos foram desligados.

    A água atingiu quadro elétrico, no-breaks e geradores, segundo a Agência Brasil. Isso ocorreu depois que as casas de bombas que operam na região do centro foram desativadas.

    Ainda segundo a agência, vários sites do governo estão for do ar. A prioridade é manter no ar sistemas de serviços prioritários, tais como Defesa Civil, saúde e segurança pública, além do site principal do governo do Rio Grande do Sul.

    “Nesse sentido, com o intuito de preservar a infraestrutura instalada, e de ter condições de retomar nossas atividades no menor intervalo de tempo possível, a equipe responsável pela gestão da crise tomou a decisão consciente de desligar o data center, retirando temporariamente a maioria dos nossos serviços do ar”, informa nota do governo gaúcho.