Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Exportação de frango para a Arábia Saudita tem alta de 7,2%, segundo ABPA

    Reino é quarto principal destino das exportações brasileiras da carne

    Paraná é o estado brasileiro líder em exportações, com produção total de 1,923 milhão de toneladas entre janeiro e novembro de 2023
    Paraná é o estado brasileiro líder em exportações, com produção total de 1,923 milhão de toneladas entre janeiro e novembro de 2023 8/11/2005REUTERS/Felix Ordonez

    Da CNN

    São Paulo

    As exportações de carne de frango do Brasil para a Arábia Saudita cresceram 7,2% no acumulado do ano até novembro de 2023 em relação ao mesmo período de 2022. É o que revela um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

    De acordo com a associação, no período, 337,4 mil toneladas foram exportadas, contra 314,8 mil toneladas entre janeiro e novembro de 2022. O país é o quarto principal destino das exportações brasileiras de carne de frango.

    O diretor de Mercados da ABPA, Luís Rua, afirmou que outros países árabes também estão comprando mais carne de frango do Brasil neste ano.

    “Diversos destinos do Oriente Médio e Norte da África têm aumentado os volumes importados do Brasil. Inclusive a Argélia, um dos países da região, abriu recentemente o mercado para as exportações brasileiras, reforçando o papel do Brasil como maior exportador de proteína halal do mundo”, disse em nota.

    Além da Arábia Saudita, as exportações para China também aumentaram, com volume 28% maior no acumulado em 2023 em relação ao ano passado (632,2 mil toneladas). África do Sul, Coreia do Sul e México também tiveram alta.

    Segundo a ABPA, Paraná é o estado brasileiro líder em exportações, com produção total de 1,923 milhão de toneladas entre janeiro e novembro do ano passado, volume 9,34% superior ao registrado no mesmo período de 2022.

    Na sequência aparecem Santa Catarina, com 994,4 mil toneladas (+6,90%), Rio Grande do Sul, com 672,3 mil toneladas (-3,38%), São Paulo, com 268,9 mil toneladas (+6,43%) e Goiás, com 213,1 mil toneladas (+19,90%).

    Veja também: No G20, Arábia Saudita aponta interesse em investir no Brasil

    Publicado por Amanda Sampaio, da CNN.