Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Papel da Fazenda é viabilizar que outros ministérios cumpram seus papéis, diz Haddad

    Ministro disse também que governo trabalha para melhorar os indicadores de emprego e inflação, aumentar o número de jovens em universidades, crianças na escola e médicos em postos de saúde

    Aramis Merki II, do Estadão Conteúdo

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que o papel de sua pasta é viabilizar o cumprimento dos objetivos de outros ministérios.

    A declaração foi dada em um evento em Itaquera, na zona leste de São Paulo, numa área que vai abrigar o empreendimento Copa do Povo, obra do Minha Casa Minha Vida (MCMV).

    Também estavam presentes o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do pré-candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, deputado federal Guilherme Boulos.

    Em seu breve discurso, Haddad disse que o governo trabalha para melhorar os indicadores de emprego e inflação, aumentar o número de jovens em universidades, crianças na escola, médicos em postos de saúde, e acrescentou: “esse é o papel do Ministério da Fazenda, viabilizar que outros ministérios consigam cumprir seus objetivos”.

    Haddad também acenou a Boulos ao dizer que, quando foi prefeito de São Paulo, o atual deputado foi um dos que sempre chamaram atenção à necessidade de moradias populares na periferia da cidade.

    O ministro da Fazenda também aproveitou o discurso para ressaltar o pragmatismo do governo em decisões recentes.

    “Hoje saiu na imprensa que o Brasil votou a favor da Argentina para conseguir empréstimo e superar crise, e todo mundo sabe que o atual presidente da Argentina ofendeu o presidente Lula durante a campanha. Mas nem por isso o Brasil governado pelo presidente Lula deixou de apoiar o povo da Argentina”, disse Haddad.

    Ele também mencionou que o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, esteve em Brasília e agradeceu Lula por um empréstimo de R$ 10 bilhões que financiará linhas de trem e metrô no Estado.