Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo quer pacote de socorro ao agro até março, mas déficit zero é impasse, diz ministro

    Carlos Fávaro admitiu "momento difícil" do setor, mas negou "crise"

    Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro
    Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro 17/01/2023REUTERS/Adriano Machado

    Danilo Moliternoda CNN

    O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, afirmou em reunião na sede da Fiesp nesta segunda-feira (5) que o governo quer apresentar até março medidas de socorro ao setor, mas destacou dificuldades para estabelecer ações em meio à busca da gestão pelo déficit zero.

    A fala do ministro vem em meio à demanda do setor por medidas de ajuda, enquanto os fenômenos climáticos ameaçam as safras Brasil afora.

    Fávaro admitiu o “momento difícil” que vive o setor, com alto custo de produção e preços de commodities pressionados, mas negou que haja “crise”. Para evitar que o cenário piore, reiterou a necessidade de o governo agir.

    Segundo o ministro, a gestão tem no radar a necessidade de estabelecer ações para melhorar a eficiência do seguro rural. Ele destaca, porém, a dificuldade de fortalecer a subvenção dos seguros num momento em que se busca o equilíbrio fiscal.

    “O dinheiro que por anos foi suficiente para a subvenção do prêmio se torna insuficiente neste cenário, de alto preço de produção e risco. Não precisou muito argumento para mostrar isso ao ministro Fernando Haddad” disse.

    “O problema é de onde tirar este recurso, em um momento em que o governo está mobilizado pelo déficit zero”, completou.

    Uma das possíveis soluções trabalhadas no Ministério é trazer ao Brasil inteligência artificial que possa tornar os seguros mais eficientes.