Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder do governo no Senado diz que PEC dos combustíveis deve ser votada na segunda-feira

    Ricardo Barros reforçou a ideia do governo de que proposta é uma resposta à população para amenizar a pressão inflacionária

    Anna Russida CNN em Brasília

    O líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou que a expectativa é de que a PEC dos combustíveis seja votada no Senado Federal já na próxima semana segunda-feira (13).

    A declaração do parlamentar foi feita após reunião com o ministro da Economia nesta quarta-feira (8). O encontro não estava previsto na agenda de Paulo Guedes, que também recebeu o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

    “O senador Fernando Bezerra deve preparar seu texto, que deve ser lido amanhã para votação segunda-feira no Senado Federal. Na semana que vem teremos sessão segunda-feira nas duas Casas e esperamos um bom consenso para rapidamente votarmos na Câmara também”, disse.

    Ele reforçou a ideia do governo de que a proposta é uma resposta à população para amenizar a pressão inflacionária.

    Segundo Barros, também foram discutidas no encontro as fontes de compensação necessárias para demandas que tramitam no Legislativo.

    Nos últimos dias, o governo busca um acordo com governadores para aprovar a redução na alíquota do ICMS, imposto estadual, sobre combustíveis e outros produtos.

    Com o argumento de que terão forte perda de arrecadação, os governadores são contra a medida. Uma proposta da Executivo federal é que a União compensa tais perdas.

    No entanto, a equipe econômica ainda não esclareceu com quais recursos tal compensação seria feita.

    “Vim atualizar os temas que estão no Congresso. Tratar das fontes necessárias para demandas no Congresso e atualizar o ministro sobre novas questões que estão sendo levantadas”, afirmou Barros.