Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula diz que vai discutir moedas alternativas ao dólar para comércio exterior nas cúpulas do G20 e do Brics

    Pauta agrada a potências rivais dos Estados Unidos, por contestar a predominância da moeda norte-americana como padrão internacional

    Presidente já propôs a criação de uma moeda sul-americana com essa finalidade, bem como uma no âmbito do Brics
    Presidente já propôs a criação de uma moeda sul-americana com essa finalidade, bem como uma no âmbito do Brics Reprodução CNN

    Felipe Frazão, enviado especial, do Estadão Conteúdo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender nesta sexta-feira (23) o uso de moedas alternativas ao dólar para transações comerciais internacionais. Em Paris, Lula disse que irá pautar o debate nas cúpulas do Brics (bloco formado com Rússia, China, Índia e África do Sul), em Johanesburgo, em agosto, e do G20, em Nova Délhi, em setembro.

    A pauta agrada a potências rivais dos Estados Unidos, por contestar a predominância da moeda norte-americana como padrão internacional.

    O presidente já propôs a criação de uma moeda sul-americana com essa finalidade, bem como uma no âmbito do Brics. Brasil e China estabeleceram neste ano as bases para transações diretas entre real e yuan, sem necessidade de conversão ao dólar.

    “Tem gente que se assusta quando eu falo que é preciso a gente criar novas moedas para fazer comércio. Não sei por que Brasil e Argentina têm que fazer comércio em dólar. Não sei por que Brasil e China não podem fazer nas nossas moedas. Por que eu tenho que comprar dólar? Essa discussão está na minha pauta e se depender de mim ela vai acontecer na reunião do Brics e também na reunião do G20.”