Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula e presidente eleito do Paraguai discutem acordo de Itaipu em encontro em Brasília

    Presidentes também falaram sobre acordos comerciais e combate ao tráfico na fronteira dos países

    Segundo o presidente paraguaio, as negociações vão começar no dia 13 de agosto, e a expectativa é de chegar a um acordo ainda em 2023.
    Segundo o presidente paraguaio, as negociações vão começar no dia 13 de agosto, e a expectativa é de chegar a um acordo ainda em 2023. André Violatti/Ato Press/Estadão Conteúdo

    Marina Demorida CNN

    Brasília

    O presidente eleito do Paraguai, Santiago Peña, encontrou-se, na tarde desta sexta-feira, com o mandatário brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Palácio da Alvorada, em Brasília. A reunião durou cerca de duas horas.

    Foi o segundo encontro entre os políticos desde o fim das eleições paraguaias.

    Na conversa, os dois trataram principalmente do acordo de Itaipu. Segundo o paraguaio, as negociações vão começar no dia 13 de agosto, e a expectativa é de chegar a um acordo ainda em 2023.

    “Já sabemos o que aconteceu nos últimos 50 anos, depois que Itaipu foi construída. Hoje temos o desafio de pensar de maneira ambiciosa, juntos, para os próximos 50 anos. Itaipu tem que ser geradora de energia e de desenvolvimento para Paraguai e Brasil”, disse ao final do evento.

    Como era esperado, Santiago Peña disse que conversou com Lula sobre a questões de segurança na região de fronteira entre os países, com a expectativa de firmar uma cooperação no combate a crimes transnacionais.

    As relações do Mercosul, bloco composto por Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, também foram pauta da conversa. Peña destacou o desejo de reestabelecer a relação com a Venezuela.

    “Não tem que ser espaço de ideologia, mas um espaço de integração. É muito importante. O presidente Lula sabe que a minha posição é de restabelecer a relação com a Venezuela e tentar ser uma voz para todos os venezuelanos que estão pedindo que haja eleições e a defesa de direitos humanos”, afirmou.

    Peña, um político conservador do partido Colorado, elogiou o petista. Disse que admira Lula e que ele é um líder global importante. O paraguaio venceu as eleições gerais em abril, e tomará posse na capital Assunção, no dia 15 de agosto. Lula já confirmou presença na solenidade.

    Outras agendas

    Santiago Peña está no Brasil desde a quarta-feira (26). Em São Paulo, se reuniu com empresários e representantes do setor produtivo na tentativa de atrair investimentos para o país vizinho.

    Peña também cumpriu agendas ao lado do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e do prefeito Ricardo Nunes (MDB). O ex-governador João Doria também se encontrou com o presidente eleito.