Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mercado secundário como funding imobiliário precisa ser explorado, diz presidente da Caixa à CNN

    Carlos Vieira participou do CNN Talks Crédito para o Brasil, em Brasília, na manhã desta terça-feira (18)

    CNN

    Da CNN Brasília

    Carlos Vieira, presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), defendeu que o mercado secundário é oportunidade para funding imobiliário e precisa ser explorado.
    “Sem dúvidas, o mercado secundário complementa nossas possibilidades de funding e é uma oportunidade”, defendeu.

    Vieira participou do CNN Talks Crédito para o Brasil, em Brasília, na manhã desta terça-feira (18).

    Em sua participação, o presidente da Caixa indicou que países desenvolvidos, como os Estados Unidos, apostam volumosamente no mercado secundário – e defendeu que o Brasil pode crescer neste segmento.

    A medida provisória (MP) do Acredita expandiu o papel da Empresa Gestora de Ativos (Emgea) para atuar como securitizadora no mercado imobiliário e reforçar o mercado secundário.

    Na prática, isso significa que esta estatal poderia adquirir carteiras de crédito de instituições financeiras. Isso abriria espaço para estes bancos fazerem mais empréstimos e aqueceria o mercado.

    A Emgea “empacotaria” esta carteira e iria ao mercado de capitais vendê-las. O governo entende que a estatal pode, inclusive, ter ganhos nesta operação – o que permitiria a ela alavancar este mercado exponencialmente.

    Dirigentes da CEF vêm expressando publicamente preocupações quanto ao fôlego do crédito imobiliário do país. O temor é de que este mercado, em sua configuração atual, perca força já em 2025.

    Este movimento é resultado especialmente dos resgates recordes da carteira de poupança – principal fonte de recursos para financiamentos imobiliários no país.