Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Morre o economista Affonso Celso Pastore aos 84 anos

    Economista presidiu o Banco Central do Brasil e foi secretário da Fazenda do estado de São Paulo

    Economista Affonso Celso Pastore,1 de outubro de 2019
    Economista Affonso Celso Pastore,1 de outubro de 2019 Marcos Oliveira/Agência Senado

    Pedro Zanattada CNN São Paulo

    O professor e economista brasileiro Affonso Celso Pastore morreu nesta quarta-feira (21) aos 84 anos. Pastore atuou como presidente do Banco Central (BC) durante os anos de 1980. O economista também atuou como secretário da Fazenda do estado de São Paulo.

    Pastore nasceu em São Paulo no ano de 1939, mesma cidade em que realizou a graduação e pós-graduação em Economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), onde também realizou sua Livre Docência.

    Em 1967, passou a integrar a equipe de assessores do Ministério da Fazenda. Nessa época, um dos maiores desafios da economia brasileira era o combate à hiperinflação.

    Em 1979, foi convidado a assumir a Secretaria de Fazenda do estado de São Paulo. Nesse momento, Pastore já estava atento aos impactos relativos ao endividamento do Brasil no exterior.

    Após este período, Pastore assumiu a presidência do Banco Central em setembro de 1983, permanecendo até março de 1985.

    O economista também escreveu diversos livros, assim como artigos em veículos e periódicos nacionais e internacionais. Sua obra mais recente “Erros do passado, soluções para o futuro: A herança das políticas econômicas brasileiras do século XX” foi lançada em 2021.