Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Na China, yuan atinge menor nível em dois anos em relação ao dólar

    Yuan foi negociado a 6,86 por dólar no altamente controlado mercado onshore da China, tocando patamares vistos pela última vez em agosto de 2020, segundo a FactSet

    No mercado offshore, onde os negócios são menos controlados, a moeda chinesa se enfraqueceu para cerca de 6,88 por dólar, trazendo a queda acumulada no ano para mais de 8%
    No mercado offshore, onde os negócios são menos controlados, a moeda chinesa se enfraqueceu para cerca de 6,88 por dólar, trazendo a queda acumulada no ano para mais de 8% Pixabay

    do Estadão Conteúdo

    O valor do yuan caiu ao menor nível frente ao dólar em dois anos e tende a desvalorizar mais à medida que o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) se mobiliza para combater a desaceleração econômica e uma grave crise imobiliária.

    Nesta terça-feira (23), o yuan foi negociado a 6,86 por dólar no altamente controlado mercado onshore da China, tocando patamares vistos pela última vez em agosto de 2020, segundo a FactSet.

    No mercado offshore, onde os negócios são menos controlados, a moeda chinesa se enfraqueceu para cerca de 6,88 por dólar, trazendo a queda acumulada no ano para mais de 8%.

    A última liquidação do yuan se deve em parte à continuidade da valorização do dólar.

    Mas foi deflagrada também por uma recente série de dados que apontam fragilidade na economia da China. Em julho, a produção das fábricas, investimentos, gastos com consumo e números sobre empregos entre jovens evidenciaram ampla fraqueza econômica.

    O PBoC vem reduzindo suas principais taxas de juros desde a semana passada, numa tentativa de reavivar a recuperação econômica da China. Os cortes, porém, têm sido prejudiciais para o valor do yuan frente ao dólar porque o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) vem seguindo na direção contrária.

    O Fed elevou seus juros básicos em 75 pontos-base tanto em junho quanto em julho, na sua campanha mais agressiva de aumentos de taxas desde a década de 1980. Operadores estão divididos quanto às chances de o BC americano fazer o mesmo na reunião de setembro ou optar por um ajuste mais moderado, de 50 pontos-base.

    Investidores aguardam um discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, durante um simpósio de economistas em Jackson Hole (Wyoming), na sexta-feira (26), para buscar pistas sobre qual caminho o BC americano deverá seguir.

    O ciclo de aperto monetário do Fed disparou uma ampla liquidação de moedas asiáticas neste ano, incluindo quedas de mais de 10% do iene japonês e do won sul-coreano.

    O yuan também foi atingido com força, mas tem encontrado mais sustentação do que outras moedas, à medida que operadores apostam na saúde da economia chinesa no longo prazo, segundo o estrategista global de mercados do J.P. Morgan Asset Management, Chaoping Zhu.