Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Número de desempregados registra queda de 17,6% em 2023, para 8,5 milhões

    Queda reforça tendência de recuperação do mercado de trabalho pós-pandemia

    População ocupada bateu recorde
    População ocupada bateu recorde Rafael Neddermeyer

    João Nakamurada CNN*

    São Paulo

    A população desocupada em 2023 caiu 17,6% na comparação com 2022, com uma média de 8,5 milhões de pessoas desempregadas no ano, de acordo com pesquisa do IBGE divulgada nesta quarta-feira (31).

    Segundo o instituto, a queda reforça uma tendência de recuperação do mercado de trabalho pós-pandemia.

    “Os resultados sinalizam que houve uma recuperação expressiva do mercado trabalho. Além da queda nas taxas de desemprego, há a redução no desalento. Isso significa que as pessoas que estavam praticamente fora do mercado estão retornando e conseguindo ocupação”, avalia o analista socioeconômico do IBGE, Jefferson Mariano.

    O número de pessoas desalentadas – população em idade de trabalhar mas que não busca emprego – caiu 12,4% no ano, a 3,7 milhões.

    Com a queda na desocupação, o país encerrou o ano com uma taxa média de desemprego de 7,8%, representando uma queda de 1,8 ponto percentual em comparação com 2022 e o menor patamar desde 2014.

     

    Rendimento e carteira assinada avançam

    O rendimento médio anual de 2023 ficou em R$ 2.979, um aumento de R$ 199 (7,2%) em comparação com o ano anterior. O resultado fica R$ 10 abaixo do maior patamar da série, registrado em 2014.

    O número de pessoas com carteira assinada subiu ao patamar mais alto da série, a 37,7 milhões de pessoas.

    *Sob supervisão de Lígia Tuon