Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Primeiro reajuste da Petrobras após mudança da política de preços começa nesta quarta-feira (17)

    Estatal cortou preços dos litros da gasolina e do diesel às distribuidoras em R$ 0,40 e R$ 0,44, respectivamente

    Reajuste foi anunciado pela empresa após mudança na política de preços
    Reajuste foi anunciado pela empresa após mudança na política de preços ESTADÃO CONTEÚDO

    Da CNN*

    O primeiro reajuste da Petrobras após a mudança da política de paridade de preço internacional (PPI) começa a valer a partir desta quarta-feira (17).

    Conforme anunciado pela estatal na véspera, o litro da gasolina às distribuidoras terá corte de R$ 0,40, passando para uma média de R$ 5,20. O preço de diesel foi reduzido em R$ 0,44, custando uma média de R$ 5,18.

     

     

    Já o gás liquefeito de petróleo (GLP) — o popular gás de cozinha — também teve redução de R$ 8,97 por botijão. A projeção da Petrobras é que o preço médio chegue a R$ 99,87. É a primeira vez que o botijão fica abaixo de R$ 100 desde 2021.

    Em comunicado enviado à imprensa, a estatal explicou que as estimativas dos preços consideram as misturas obrigatórias de cada combustível — o diesel S10, por exemplo, é feito de 88% diesel e 12% de biodiesel, enquanto a gasolina tipo A é composta por 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro.

    “A redução do preço da Petrobras tem como objetivos principais a manutenção da competitividade dos preços da companhia frente às principais alternativas de suprimento dos seus clientes e a participação de mercado necessária para a otimização dos ativos de refino em equilíbrio com os mercados nacional e internacional”, disse a empresa.

    A Petrobras anunciou na manhã desta terça-feira (16) o fim da PPI, adotada em 2016 durante a gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB).

    A mudança da regra era uma das promessas de campanha do atual mandatário Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Segundo informou a estatal em fato relevante, “os reajustes continuarão sendo feitos sem periodicidade definida, evitando o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.